RSS

Arquivo mensal: março 2011

NOTÍCIAS CULTURAIS

Mudanças na Lei Rouanet beneficiariam o circo, diz coordenador da Funarte

BRASÍLIA (Agência Brasil) – Em seu atual modelo, a Lei Rouanet raramente beneficia um circo itinerante ou grupo circense. A afirmação é do responsável pela Coordenação de Circo da Fundação Nacional de Artes (Funarte), Marcos Teixeira, e reforça as atuais críticas feitas à lei de estímulo à produção artística criada em 1991.

Procurado pela Agência Brasil para comentar, por telefone, algumas das críticas e reivindicações feitas por artistas e representantes da classe circense, Teixeira defendeu que as mudanças na lei propostas pelo Ministério da Cultura, ao qual a Funarte é vinculada, mudaria a “lógica perversa” pela qual as empresas que decidem investir em cultura em troca de isenção de impostos priorizam os espetáculos ou iniciativas aprovadas pelo Ministério da Cultura que lhes dê maior retorno publicitário.

“O circo vive exclusivamente de sua bilheteria. Raramente ele consegue algum patrocínio e ele não se utiliza da Lei Rouanet. É necessário vender o almoço para comprar o jantar. Se não há espetáculo, não há dinheiro sequer para deixar uma cidade e seguir viagem”, declarou Teixeira, garantindo que a Funarte tem aumentado ano a ano os recursos destinados à produção, fortalecimento, capacitação e valorização das atividades circenses.

Teixeira mencionou, por exemplo, o auxílio aos circos que, em 2008, foram prejudicados pelas fortes chuvas que alagaram o estado de Santa Catarina. E as oficinas que desde 2009 já capacitaram mais de 350 profissionais de todo o país. Realizadas em uma capital de cada uma das cinco regiões brasileiras, as oficinas já abordaram aspectos como elaboração de projetos, planejamento estratégico, legislação, segurança, direção cênica, expressão corporal, figurino e iluminação.

Além disso, Teixeira garante que, desde 2007, a Funarte já distribuiu, por meio de editais públicos, mais de 150 lonas novas a circos de todo o país. E, para ele, os valores disponibilizados por meio de editais não são pequenos. Citando como exemplo o Prêmio Carequinha, um dos mais importantes do segmento, cada contemplado na categoria de circo itinerante de pequeno porte, com capacidade de até 600 pessoas, recebe R$ 25 mil. O médio, até mil lugares, R$ 40 mil. Mesmo valor entregue ao beneficiado na categoria grande porte, com capacidade para receber mais de mil pessoas.

“Isso é um estímulo, uma ajuda para que o circo possa comprar sua lona. Não significa que temos que pagar por ela. Precisamos levar em consideração quem nós de fato vamos beneficiar, pois a realidade é que a maioria dos circos brasileiros é de pequeno e médio porte”.

Quanto às críticas de que falta uma política nacional para o setor, Teixeira concorda em partes. Diz que as atividades de estímulo à cargo da Funarte beneficiam grupos de todo o país, mas reconheceu que não há leis federais que estabeleçam, por exemplo, a obrigatoriedade da realização de editais anuais ou que tratem da questão da aposentadoria. “Não há, por exemplo, uma lei que garanta a aplicação de recursos. Nem que trate da questão da aposentadoria, que é um problema sério. Mas isso extrapola o universo circense. Isso atinge as manifestações artísticas em geral”.

O coordenador também garantiu que embora caiba às prefeituras oferecer condições atraentes para os circos, a Funarte tem uma campanha nacional para sensibilizar os prefeitos para que eles resguardem terrenos adequados onde um circo possa se instalar. “Mostramos que o circo é uma atividade cultural. Muitos prefeitos acham que o circo chega a sua cidade para levar o dinheiro embora. Nosso papel é demonstrar que o circo é uma atividade cultural que traz benefícios à população, que tem o direito de recebê-la”.

Fonte: oreporter

Festival ‘É Tudo Verdade’ traz mostra sobre poetas brasileiros

SÃO PAULO (Agência Brasil) – A 16ª edição do festival de documentários É Tudo Verdade começa na próxima quinta-feira (31), em São Paulo e no Rio de Janeiro, trazendo 92 filmes de 29 países. Entre os destaques do festival deste ano está uma mostra chamada Poesia é Verdade, que apresenta 15 documentários dedicados à vida e a à obra de poetas brasileiros.

“A retrospectiva procura apresentar, de forma sintética, uma visão panorâmica da produção documental brasileira que buscou aproximar-se de forma inovadora e anti-mitologizante da produção poética nacional”, disse Amir Labaki, fundador e diretor do festival.

Entre estes filmes está Pan-Cinema Permanente, de Carlos Nader, um documentário feito em 2007 sobre o poeta Waly Salomão, um homem, segundo o diretor, “que acreditava piamente que a vida era um filme de ficção”. Nader disse que o filme começou a ser produzido em 1994 e a intenção inicial era fazer uma história “com Waly e não sobre o Waly”. Com a morte do poeta, em 2003, veio a ideia de retratá-lo num documentário.

“Não é muito simples fazer um documentário sobre alguém que acreditava que tudo é ficção”, disse o diretor, à Agência Brasil. Pan-Cinema Permanente venceu a competição brasileira do festival em 2007.

Além de Waly Salomão, a mostra também apresenta filmes que retratam os poetas ou a poesia de Vinicius de Moraes, João Cabral de Melo Neto e Carlos Drummond de Andrade, entre outros. Mais do que um “um registro precioso” ou de afirmar-se como um documento histórico sobre a cultura brasileira, Nader diz que o documentário que aborda a poesia como tema é sobretudo um filme, como qualquer outro. “Precisa ter ritmo, estrutura, emoção, ética, estética, ou seja, as coisas que qualquer filme precisa ter”, disse o diretor.

O festival É Tudo Verdade termina no dia 10 de abril. A entrada é gratuita em todas as salas de cinema onde o festival está sendo exibido. A programação do evento e da mostra Poesia é Verdade estão disponíveis no site http://www.itsalltrue.com.br/

Fonte: oreporter


 
Deixe um comentário

Publicado por em 28/03/2011 em Uncategorized

 

Tags:

FELIZ DIA DO TEATRO E DO CIRCO!

Parabéns à todos os atores, diretores e amantes do teatro e do circo, muitas felicidades e realizações em seus árduos caminhos e que todos os sonhos e projetos possam transformar em realidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28/03/2011 em Uncategorized

 

Tags:

NOTÍCIAS CULTURAIS

Cultura Digital
MinC discutiu com o segmento, nesta sexta-feira (25), os programas para o setor27-03-2011 – Fátima de Carvalho

O Ministério da Cultura (MinC) reuniu-se com representantes do segmento da Cultura Digital, nesta sexta-feira, dia 25 de março, na sede da  Fundação Nacional de Artes (Funarte), em São Paulo. O encontro teve como objetivo abrir o diálogo com o setor quanto às ações do MinC desenvolvidas nos últimos anos e debater os projetos e programas a serem implementados  no âmbito do Plano Plurianual (PPA) e do Plano Nacional de Cultura(PNC) .

“Este momento é muito importante, porque estamos finalizando o planejamento das ações de 2011, adaptando essas ações à nossa realidade orçamentária e iniciando a elaboração do PPA, para os próximos quatro anos,  e do PNC, que agora é lei e vale por dez anos”, afirmou o secretário Executivo do MinC, Vitor Ortiz, na abertura do encontro. ” A política digital do MinC vive um novo momento de institucionalização. Vamos criar a coordenadoria de cultura digital, cuja implantação já está em curso. E vamos trabalhar, também com foco na Educação e Articulação Institucional”, anunciou. Ele destacou ainda a ação transversal do Ministério da Cultura para colaborar na implementação do Plano Nacional da Banda Larga.

O coordenador de Política Digital da Secretaria de Política Cultural do MinC, José Murilo Junior, falou, na abertura  da reunião, das ações desenvolvidas pelo Ministério da Cultura dentro do eixo da Cultura Digital e tendo como base os cinco pontos debatidos no Fórum Permanente de Cultura Digital (online): Memória Digital, Arte Digital, Comunicação, Economia e Infraestrutura.

O secretário de Políticas Culturais do MinC  Sérgio Mamberti lembrou que a questão da cultura digital já vendo sendo discutida há anos, no âmbito do MinC e das organizações da sociedade civil que integram o segmento. “Estamos bem adiantados e somos considerados protagonistas por outros países nas nossas propostas para o setor”, observou Mamberti.

Os representantes do segmento, que lotaram o auditório da Funarte em São Paulo, foram receptivos às propostas do MinC e fizeram questionamentos  sobre a reforma da Lei de Direitos Autorais (LDA), além das políticas para o setor.  O segmento manifestou  preocupação com uma possível perda de foco na proteção do direito dos realizadores, o que, na opinão dos representantes presentes no encontro, poderia  favorecer a ação dos intermediários na produção cultural, como produtoras, gravadoras e entidades de arrecadação.

“A base para  a implantação do PNC será em forma de rede social, possibilitando o acompanhamento on line desta atividade. A previsão é de continuidade das políticas digitais do MinC desenvolvidas nos últimos quatro anos e também devemos dar início ao processo de construção do Plano Setorial de Cultura Digital”, assegurou o coordenador de Política Digital do MinC, José Murilo Junior.

Sobre a Lei de Direitos Autorais,  Sérgio Mamberti, disse que o MinC esta totalmente comprometido com o reinício dos debates sobre o tema. “A reformulação da lei”, comentou o secretário de Políticas Culturais , “é essencial para a proteção da diversidade cultural do país e o debate ocorre na esfera da Organização Mundial do Comércio (OMC)”,  afirmou.

Texto: Patrícia Saldanha, Ascom/MinC
Fotos: Augusto Camuto, Ascom/MinC
Fonte: MinC

Concurso “Projeto Bibliomúsica 2011″ – Ano Assis Valente e Nelson Cavaquinho

Inscrições abertas

Foi publicado no Diário Oficial da União de 02/03/2011, na página 9 da Seção 3,  o edital para o concurso “PROJETO BIBLIOMÚSICA 2011”, promovido pela Fundação Biblioteca Nacional por meio de sua biblioteca na capital federal, a Biblioteca Demonstrativa de Brasília.

As inscrições estão abertas até o dia 15 de abril de 2011, podendo ser feitas pessoalmente, ou por Sedex, no Setor de Promoção e Divulgação Cultural da Biblioteca Demonstrativa de Brasília, no endereço Avenida W3 Sul, EQS 506/507, AE, s/nº, Bairro: Asa Sul, Brasília – D.F., cep: 70350-580.

O PROJETO BIBLIOMÚSICA é um projeto educativo cultural aberto a músicos de todo o país.
Promove concertos didáticos/ pedagógicos mensais acompanhados de preleções informativas,intercaladas entre números musicais.

Para informações detalhadas, leia a integra do edital.

Informações adicionais, no horário de 8h às 17h, pelo telefone (61)3244-3015, ou pelo endereço eletrônico  procult.bdb@bn.br

Fonte: MinC

 

Cine Ceará

Inscrições para o Festival de Cinema de Fortaleza poderão ser feitas até o dia 10 de abril

Cineastas brasileiros têm até o dia 10 de abril para se inscreverem na 21ª edição do Cine Ceará, que será realizada de 8 a 15 de junho, em Fortaleza. O festival premiará com o troféu Mucuripe os filmes inscritos nas categorias longa-metragem (divididos em filme, direção, fotografia, edição, roteiro, som, trilha sonora original, direção de arte, ator, atriz e prêmio da crítica) e curta-metragem (filme, direção, roteiro, produção cearense e prêmio da crítica).

Os curtas metragens devem ter até 20 minutos de duração, em qualquer formato, e realizados por produtores e/ou diretores brasileiros ou radicados no país há mais de três anos. Devem, ainda, ser obras concluídas a partir de janeiro de 2010 e não podem ter participado de processos seletivos nas edições anteriores do Cine Ceará.  Já os longas devem ter duração mínima de 70 minutos, finalizados a partir de 2009 por produtores e/ou diretores ibero-americanos (países da América Latina e o Caribe, Portugal e Espanha), em formatos profissionais.

O prêmio da crítica para melhor curta e longa metragem será concedido por um júri formado por críticos de cinema, sendo entregue ao melhor longa, pelo júri oficial, um prêmio especial no valor de 10 mil dólares. Também haverá a
entrega do troféu Mucuripe de melhor curta da mostra “Olhar do Ceará”, para o qual haverá um júri de estudantes das universidades de Fortaleza.

O regulamento completo do festival, que tem apoio do Ministério da Cultura, por meio da Secretaria do Audiovisual (SAv/MinC), está disponível no site: www.cineceara.com.

Fonte: MinC

 


 
Deixe um comentário

Publicado por em 27/03/2011 em Uncategorized

 

Tags:

PELOMUNDO CULTURAL

ESPETÁCULO “SOLAS DE VENTO” NA CAIXA CULTURAL RJ 

23-03-2011 – Fátima de Carvalho

Cotidiano mostrado através de técnicas de circo, dança e teatro apresenta desafios da convivência entre pessoas diferentes. 

CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 31 de março a 3 de abril, a peça “Solas de Vento”, inédita na cidade. Em cena, a Cia Solas de Vento utiliza técnicas de circo, dança e teatro para contar, sem uso da palavra, episódios de um encontro entre estrangeiros forçados a conviver por algum tempo.

Dois viajantes prestes a embarcar ficam retidos numa aduana, impossibilitados de seguir adiante. Limitados a viver em um saguão, um limbo suspenso e desconhecido, cada um tenta se instalar contando apenas com sua própria mala, uma espécie de mundo em miniatura, para inventar seu espaço pessoal.

Pouco a pouco estes estrangeiros se acomodam à situação enquanto aguardam a decisão para seguir seus destinos. Fatos do cotidiano mostram o desafio da convivência entre pessoas diferentes, apegadas aos seus valores e hábitos, que vão se aproximar, se confrontar e dialogar para, talvez, se encontrar.

No palco vazio, as malas são estruturas que sustentam os atores e seus aparelhos circenses. Cada um manipula sua mala construindo e transformando o espaço cênico a seu modo. Isso cria a dicotomia e o conflito fundamental do espetáculo, onde há duas culturas opostas oprimidas por uma entidade burocrática e onipresente.

A trilha sonora, composta especialmente para esse trabalho, permeia a cena com sons incidentais. A poesia do cotidiano, o burlesco e a fantasia se misturam numa dramaturgia gestual para mostrar os acontecimentos deste encontro.

Cia Solas de Vento

Bruno Rudolf e Ricardo Rodrigues procuraram enriquecer suas criações teatrais apoiando-se em outras formas de expressão.

Ao conhecerem suas criações individuais, eles identificaram uma prática semelhante e um olhar comum sobre fazer teatral. Na busca, o trabalho de um encontrou afinidade nas descobertas do outro.

E assim começava a parceria na cidade de São Paulo, em 2004. Desde então, a Cia Solas de Vento proporciona a ambos uma manifestação artística que explora a fundo as possibilidades do circo, da dança e do teatro.

Mais do que um encontro artístico, foi também encontro entre um francês e um brasileiro. Cada qual carregando um passado, uma história, uma cultura diferente. E a riqueza desta miscigenação cultural da dupla despertou o desejo de criar um espetáculo que discutisse e ampliasse a visão sobre “o outro”, seus hábitos e sua cultura.

Em 2005, iniciaram as pesquisas para o espetáculo “Solas de Vento”.

Bruno Rudolf – Bailarino, formado pelo Conservatório de Dança de Mulhouse (França), reside no Brasil desde 2001. Ainda na França, estudou teatro físico e mímica clássica, teatro de bonecos e técnicas circenses (acrobacia e malabarismo). Em solo brasileiro, estudou técnicas aéreas, participou de oficinas de teatro e dança, fundou a Cia Solas de Vento e trabalha regularmente com a Cia DRUW, Linhas Aéreas e Circo Mínimo. Pertence ao banco de casting do Cirque du Soleil como artista potencial nas categorias de Ator físico e Acrobata Aéreo

Ricardo Rodrigues – Graduado em Artes Cênicas pela Universidade São Judas, em São Paulo. É artista circense desde 1999, especialista em técnicas aéreas. Fundou a Cia Solas de Vento e trabalha regularmente com grupos com os grupos Linhas Aéreas e Circo Mínimo. Pertence ao banco de casting do Cirque du Soleil como artista potencial nas categorias de Ator físico e Acrobata Aéreo.

Av. República do Chile, nº 230 – Anexo – Centro (Metrô: Próximo à Estação Carioca).
Temporada: 31 de março, 01, 02, e 03 de abril de 2011 (quinta, sexta, sábado e domingo).
Horário: 19hs30min.
Contato: (21) 2262-8152

Fonte: overmundo – Gabriele

 
Deixe um comentário

Publicado por em 23/03/2011 em Uncategorized

 

Tags:

NOTÍCIAS CULTURAIS

Prorrogadas inscrições para o projeto Muros, em BH

20-03-2011 – Fátima de Carvalho
Adiadas até 25/03 inscrições para o projeto Muros: Territórios Compartilhados

Foi prorrogado até o próximo dia 25 o prazo de inscrição para o projeto Muros: Territórios Compartilhados, que irá selecionar sete intervenções artísticas em muros de Belo Horizonte. O prazo inicial se encerraria nesta quinta-feira, 10 de março.

Podem apresentar propostas criadores interessados em ocupar os muros da cidade, invidualmente ou em grupo. Cada proposta poderá consumir uma verba de até R$ 1.000 em sua execução, prevista para o período entre abril e maio.

As inscrições de propostas devem ser feitas pela homepagedo projeto. Para ter acesso ao formulário e baixar o Edital e o Termo de Cessão basta clicar em “Inscrição”. No blog, encontram-se ainda respostas a dúvidas sobre o processo de inscrição.

Territórios compartilhados

Donos de lotes ou imóveis podem oferecer seu muro para as propostas de intervenção artística. Interessados devem enviar um e-mail para contato@muros.art.br, informando as características do muro e da vizinhança.

A coordenação do projeto irá colocá-los em contato com proponentes, principalmente de outras cidades, para que possam negociar diretamente a possibilidade de execução do trabalho.

Acesso

Coordenado por Bruno Vilela e realizado com recursos do Fundo Municipal de Cultura de Belo Horizonte, o projeto Muros: Territórios Compartilhados foi criado para promover a produção, o pensamento e o diálogo sobre arte em espaço público.

Buscando transformar barreira em acesso, o projeto fará as artes visuais ganharem as ruas para aproximá-las da população – as propostas poderão ser realizadas em muros situados em qualquer uma das nove regionais de Belo Horizonte.

Além dos limites espaciais, o projeto quer ultrapassar o potencial de troca simbólica dos muros. “Todas as linguagens interessam. Não apenas a pintura e o grafite mas também instalação, performance, dança, vídeo”, exemplifica o coordenador Bruno Vilela.

Os trabalhos selecionados serão documentados em um catálogo. A publicação, prevista para este ano, será lançada numa mesa redonda com curadores e artistas, aberta ao público.

As propostas poderão ser realizados em muros situados em qualquer uma das nove regionais do município de Belo Horizonte (MG).
As inscrições são gratuitas.

Website: www.muros.art.br&059;
http://murosterritorioscompartilhados.wordpress.com/

Contato: contato@muros.ar
Fonte:
overmundo

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20/03/2011 em Uncategorized

 

Tags:

PELOMUNDO CULTURAL

EXPOSIÇÃO DE ARTE “PANORAMA INICIAL ”

19-03-2011 – Fátima de Carvalho

São Paulo ganha um novo e inédito espaço para as artes visuais a UP ART – Espaço Cultural Condomínio Planalto, que terá sua primeira exposição com consagrados artistas. A  abertura deu-se dia 17 de março , e permanecerá até o dia 10 de abril de 2011.

UP ART está instalada em ala nobre de um glamuroso edifício residencial construido na década de 50 por Artacho Jurado, tombado em 2002 pelo Conpresp , situado na região central da cidade de São Paulo, uma referência arquitetônica da grande metrópole.

Um espaço criado pelo Projeto Art+ que tem em seu objetivo melhorar a qualidade de vida das pessoas através da convivência com a arte.

O Planalto é o primeiro condominio residencial a disponibilizar em ação inédita uma espaço permanente para as artes, um espaço cultural sem fins lucrativos, com aprovação unânime em assembléia geral de seus condôminos no ano de 2010.

Sem alterar a originalidade da construção, o espaço foi cuidadosamente adequado e preparado para receber manifestações artísticas temporárias, nacionais e internacionais agregando valor cultural e qualidade de vida aos seus mais de 800 moradores, familiares , visitantes e público interessado.

A UP ART abre ao público com uma exposição coletiva intitulada “Panorama Inicial” com curadoria do artista visual Fernando Durão, também autor do Projeto Art+.

A exposição tem como proposta mapear e exibir arte de qualidade produzida em nossa época, apresentando grande diversidade de técnicas e linguagens com pinturas, desenhos, gravuras, digigrafias, objetos e esculturas de 30 artistas especialmente convidados.

Participam da exposição:

Anapana – Antonio Peticov – Barbara Schubert Spanoudis – Caciporé Torres – Cássio Lázaro – Christina Parisi -Cláudio Tozzi – Duda Rosa – Eduardo Iglesias – Evandro Carlos Jardim – Fang – Fernando Durão – Gregório Gruber – Guilherme de Faria – Ivald Granato – José Roberto Aguillar – Luís Bayón – Marcos Garrot – Maria Bonomi – Mário Gruber – Mary Carmen Matias – Neno Ramos – Newton Mesquita – Nicolas Vlavianos – Nino Millán – Paulino Lazur – Rubens Ianelli – Sara Goldman-Belz – Walter Tommasi – Yutaka Toyota.

Curadoria: Fernando Durão

O público poderá visitar a mostra mediante cadastro na recepção do condomínio, no período de 18 de março a 10 de abril, de 2ª a domingo das 7h às 19 hs.

Local: Rua Maria Paula, 279, Bela Vista – São Paulo
Data:  17/3/2011 a 10/4/2011, às 19:00hs.
Entrada:  gratuito
Website:  http://www.upart.art.br/                                                                   Contato: http://www.fernandodurao.art.br
Fonte: overmundo

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/03/2011 em Uncategorized

 

Tags:

NOTÍCIAS CULTURAIS

Bibliotecas Públicas

MinC ajudará na reconstrução das bibliotecas atingidas pelas enchentes no estado de Alagoas

17-11-2011 Fátima de Carvalho

A reconstrução de oito bibliotecas e a modernização de outras quinze, atingidas pelas fortes chuvas que caíram sobre Alagoas em junho de 2010, estão entre as prioridades do Ministério da Cultura. Foi o que afirmou, nesta quarta-feira (16), a ministra Ana de Hollanda, durante encontro  com o governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho, e o secretário de cultura do estado, Osvaldo Viegas, em Brasília.

“Procuraremos um modo de ver a questão como prioritária e enquanto isso oferecemos nosso corpo técnico para trabalhar nos estudos dos projetos de revitalização desses espaços, além de promovermos convênios de cooperação técnica e cursos de capacitação”, ofertou a ministra.

Ana de Hollanda explicou que o ano de 2011 será caracterizado por ajustes e busca de equilíbrio entre o orçamento e os investimentos. “Todos sabemos que estamos passando por ajustes, sofremos cortes no orçamento e precisamos procurar adequação a esse momento. Estudaremos formas de ajudar da melhor forma o estado de Alagoas e a região afetada”, disse.

O secretário de cultura afirmou que a relação com o ministério sempre foi profícua e que não há dúvida do empenho do órgão em contribuir com os projetos. “Começamos com três convênios, agora já são quinze nas mais diversas áreas, como patrimônio, livro e leitura, museus, dentre outras”, afirmou Osvaldo Viegas.

Viegas ainda informou que vários projetos estão em curso no estado, sobretudo, no que tange a área de recuperação patrimonial. Ele citou como exemplo, a restauração da Catedral de Maceió, da Catedral Diocesana de Penedo e o Arcebispado de Maceió. Este último, abandonado há dez anos, passará a abrigar uma escola diocesana de artes e ofícios.

(Texto: Marcos Agostinho, Ascom/MinC)
(Foto: Marina Ofugi, Ascom/MinC)

Fonte: MinC

 

Nota de Esclarecimento

Ministério esclarece aprovação de projeto de blog da cantora Maria Bethânia para captação

Em relação à aprovação do projeto de blog da cantora Maria Bethânia para captação via Lei Rouanet, o Ministério da Cultura informa:

O projeto em questão (Pronac 1012234) foi aprovado pela Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), que reúne representantes de artistas, empresários, sociedade civil (de todas as regiões do país) e do Estado;

Esta aprovação, que seguiu estritamente a legislação, não garante, apenas autoriza a captação de recursos junto à sociedade;

Os critérios da CNIC são técnicos e jurídicos; assim, rejeitar um proponente pelo fato de ser famoso, ou não, configuraria óbvia e insustentável discriminação;

Todas as reuniões deliberativas da CNIC têm transmissão em áudio em tempo real pelo site do MinC (www.cultura.gov.br), acessível a qualquer cidadão.

Ministério da Cultura
Assessoria de Comunicação Social

Fonte: MinC

Cinesul

Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo ficará com inscrições abertas até o dia 25 de março


Cineastas de todo país terão até o próximo dia 25 de março para se inscreverem no Cinesul 2011 – 18° Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo, que acontece no Rio de Janeiro de 14 a 26 de junho. Para participar da mostra competitiva poderão ser inscritas obras em qualquer suporte de ficção ou documentais divididas nas seguintes categorias: longa-metragem (mais de 61 minutos) e curta e média-metragem (até 60 minutos).

Os trabalhos deverão ter sido finalizados entre 2009 e 2010 e não devem ter sido exibidos em salas comerciais brasileiras ou na televisão aberta.  O Cinesul terá exibições no Centro Cultural do Banco do Brasil, Centro Cultural Correios, Cinemateca do MAM, Ponto Cine e nos pólos de exibição no interior do estado do Rio de Janeiro.

O Cinesul – Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo – foi criado, em 1994, no Rio de Janeiro como uma mostra de cinema e vídeo dos países do Mercosul, a partir de iniciativa do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro, tendo ampliado seu alcance já em sua terceira edição. Ao longo desses anos, cresceu e se estabeleceu definitivamente como uma vitrine da produção cinematográfica latino-americana. Desde a edição de 2006 passou a aceitar nas mostras competitivas trabalhos da Península Ibérica e, desde o ano 2008, filmes em todos os suportes.

Em sua edição de 2010, o festival selecionou para exibição cerca de 250 filmes  de cinematografias de países como Brasil, Argentina, México, Espanha, Venezuela, Guatemala, Chile, Peru, dentre outros. Destes, 19 longas e 54 curtas e médias-metragens participaram da mostra competitiva e os demais chegaram às telas em mostras paralelas. Além dos filmes, o festival prestou homenagem à cineasta brasileira Lúcia Murat e ao Estúdio Cinédia, pelos seus 80 anos, e realizou o seminário “Cinema e História”.

Em 2010, 977 filmes foram inscritos para participar do festival. Do Brasil vieram mais da metade das produções, seguido da Espanha, Argentina e Venezuela. Países como França, Inglaterra e Canadá também inscreveram obras que versavam sobre algum tema ligado à latinidade.

Inscrições

As inscrições deverão ser feitas em formulário disponível no site www.cinesul.com.br . Até a data de postagem devem ser encaminhados por correio os seguintes materiais: ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada pelo realizador ou produtor; e uma cópia do filme ou vídeo proposto no formato DVD (região zero ou 4). O endereço é Pulsar Artes & Produção /Cinesul 2011 (Rua Senador Dantas, 29 sala 34 – CEP: 20031-202 – Rio de Janeiro – Brasil).

A ficha de inscrição deve também ser enviada por e-mail para o endereço festivalcinesul@gmail.com . O prazo limite para o recebimento dos trabalhos é 1º de abril. A confirmação do recebimento da inscrição será através de e-mail. O resultado da seleção será comunicado a todos os participantes a partir do dia 20 de abril no endereço http://www.festivalcinesul.blogspot.com

Fonte: MinC
Twitter
 
Deixe um comentário

Publicado por em 17/03/2011 em Uncategorized

 

Tags: