RSS

Arquivo mensal: abril 2011

NOTÍCIAS CULTURAIS

Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade

Inscrições estão abertas e podem ser feitas nas superintendências do Iphan de todo o Brasil

28-04-2011 – Fátima de Carvalho

Até o dia 8 de julho estarão abertas as inscrições para a 24ª edição doPrêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vinculado ao Ministério da Cultura. A nova edição está inserida nas comemorações do Ano Internacional do Afrodescendente e presta uma homenagem ao centenário de nascimento do artista plástico Caribé, argentino naturalizado e radicado no Brasil, falecido em 1997.

O concurso visa selecionar trabalhos representativos de ações de preservação do Patrimônio Cultural, em sete categorias: promoção e comunicação; educação patrimonial; pesquisa e inventário de acervos; preservação de bens móveis; preservação de bens imóveis; proteção do patrimônio natural arqueológico; e salvaguarda de bens de natureza imaterial. Os vencedores de cada categoria receberão R$ 20 mil, troféu e um certificado.

Podem participar do concurso pessoas físicas ou jurídicas (públicas ou privadas), desde que tenham desenvolvido, ou ainda estejam desenvolvendo, em qualquer local do país, ações voltadas à preservação do patrimônio cultural brasileiro, sendo necessário que ao menos uma de suas etapas tenham sido concluídas em 2010.

(Texto: Glaucia Lira, Ascom/MinC)
(Arte: Divulgação/Iphan)

Fonte: MinC

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 28/04/2011 em Uncategorized

 

Tags:

PELOMUNDO CULTURAL

CAIXA LEVA DANÇA PARA A AVENIDA PAULISTA

28-04-2011 – Fátima de Carvalho


SÃO PAULO (O REPÓRTER)  – Com o patrocínio da Caixa  Econômica Federal, mais de trinta bailarinos, de sete países de três continentes, mostram o que está sendo feito em dança pelo mundo, no VI Visões Urbanas – Festival Internacional de Dança, que acontece em São Paulo, de 27 a 30 de abril (quarta a sábado), com apresentações de manhã, à tarde e à noite, na Avenida Paulista.

A ocupação de paisagens urbanas é temática central do festival, que se divide em 16 espetáculos, gratuitos, por três espaços: o jardim da Casa das Rosas, parque Tenente Siqueira Campos (Trianon) e o parque Mario Covas.

Criado em 2006, por Mirtes Calheiros e Ederson Lopes, o Visões Urbanas faz parte da rede internacional Cidades que Dançam (CQD). Ela reúne festivais que integram a dança à paisagem urbana, em 34 cidades, de 18 países da América Latina e Europa. No Brasil, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre e São Paulo estão entre as cidades pertencentes à rede. O movimento surgiu em Barcelona em 1992.

Na abertura, dia 27 (quarta), às 11h30, no parque Mario Covas, uma geladeira, um homem (Mustafa Kaplan) e uma mulher (Filiz Sizanli), da companhia turca Taldans (pela primeira vez em São Paulo), fazem uma coreografia “a três” em Dolap. Logo em seguida, cinco bailarinos da Proyecto La Casa, de Montevidéu, encenam um encontro fortuito entre estranhos.

As atrações brasileiras se apresentam da sexta-feira: a Cia “Artesãos do Corpo” dá vida à instalação coreográfica “Olhar Urbano”. Em um jogo lúdico, os sete intérpretes buscam a interação com o espaço e o público, por meio de movimentos inusitados, feitos em solos ou pelo grupo todo, na Casa das Rosas. “O cenário está aqui, as pessoas tomam contato, ou lançam um novo olhar, tendo a dança como interlocutora”, afirma Mirtes Calheiros, responsável pela coordenação artística geral do festival.

Programação:

27/4 (quarta-feira)
Parque Mario Covas (Av. Paulista, 1.853)
11h30 – Dolap, Cia. Taldans (Turquia)
12h – Siredia, Cia. Proyecto La Casa (Uruguai)
12h45 – Spare Tire, Maren Strack (Alemanha)
13h – Bem me Quer – Estudo I, coletivo Flores (Macaé – RJ)
13h30 – Croatã, Cia. Artesãos do Corpo e Levante (São Paulo – SP)

Estúdio Artesãos do Corpo (Rua Martim Francisco, 661 – Santa Cecília)
19h – oficina Hip-hop Experiências do Corpo, com Taís Vieira

28/04 (quinta-feira)
Teatro Eva Hetz, Livraria Cultura (Av. Paulista, 2.073)
10h30 – Palestra Ma – O Espaço Intervalar, com Michiko Okano

Parque Mario Covas (Av. Paulista, 1.853)
17h – Despacho, Cia. Ltda. (Maceió – AL)
17h30 – Spare Tire, Maren Strack (Alemanha)
18h – Happy Hour, Cia. Adarte (Itália)
18h40 – Limites Cruzados (Thresholds Crossed), Cia. Maida Withers Dance Construction (EUA)

29/04 (sexta-feira)
Teatro Eva Hetz, Livraria Cultura (Av. Paulista, 2.073)
10h30 – Debate Internet – Outro Espaço para a Dança, com Ana Francisca Ponzio (SP) e Gabriela Baptista (RJ)

Casa das Rosas, no jardim (Av. Paulista, 37)
16h – Tangos, Margareth Kardosh e Victor Costa (São Paulo – SP)
16h15 – Casulo, Cia. Avoá! Núcleo Artístico (São Paulo – SP)
17h – Estepe, Maren Strack (Berlim)
17h30 – Olhar Urbano, Cia. Artesãos do Corpo (São Paulo – SP)
18h30 – Limites Cruzados (Thresholds Crossed), Cia. Maida Withers Dance Construction (EUA)
19h às 20h30 (na varanda) – II Mostra SP de Videodança (diversos países)

30/04 (sábado)
Parque Tenente Siqueira Campos (Trianon) – Av. Paulista, 1.700
11h – Xtra Large, Cia. Irene K. (Bélgica)
11h30 – Cadência, Cia. Artesãos do Corpo (São Paulo – SP)

Espetáculo VI Visões Urbanas – Festival Internacional de Dança
Datas: de 27 a 30 de abril de 2011
Horário e local: vide programação
Entrada: franca
Classificação etária: livre
Informações: Tel: (11) 3321-4400 ou (11) 3667-5581
Acesso para pessoas com necessidade especiais.

Fonte: oreporter

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28/04/2011 em Uncategorized

 

Tags:

GALERIA WILSON CAETANNO

SALA HERMANN HESSE

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/04/2011 em Uncategorized

 

Tags:

NOTÍCIAS CULTURAIS

Jovens de Heliópolis se apresentam na sala SP com recursos da Lei Rouanet

Sinfônica Heliópolis é um dos programas do Instituto Baccarelli, que busca resgatar jovens de condições adversas

25-04-2011 – Fátima de Carvalho

No último dia 10, a Sinfônica Heliópolis estreou temporada com seu novo regente, Isaac Karabtchevsky, na Sala São Paulo. Os 90 integrantes da orquestra apresentaram a 2ª sinfonia de Gustav Mahler, “Ressurreição”, que sugere diferentes perspectivas sobre a morte e a ressurreição do espírito humano. A Sinfônica Heliópolis é um dos programas do Instituto Baccarelli, totalmente mantido com recursos da Lei Rouanet (nº 8.313/91).

“A apresentação da Orquestra de Heliópolis com a desafiadora 2ª sinfonia de Mahler, estreando o maestro renomado internacionalmente, Isaac Karabtchevsky, na principal sala de concerto do Brasil lotada, mostra o potencial da juventude brasileira, mesmo quando oriunda de uma das mais violentas favelas de São Paulo”, disse o Secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, Henilton Menezes, que representou a Ministra da Cultura, Ana de Hollanda.

Contrastes musicais, recorrência temática em diferentes movimentos, uso e referências a canções, escrita orquestral densa e harmonias complexas são algumas das características da Sinfonia nº 2 de Mahler. “O compositor trabalha com extremos o tempo todo. São movimentos intensos, que exigem muito do músico individualmente e da orquestra como grupo”, afirmou Edmilson Venturelli, maestro assistente e diretor executivo do Instituto Baccarelli.

Em 2011, a orquestra terá, pela primeira vez, uma programação completa, com repertório diversificado, que inclui obras de diversos períodos. Foi desenvolvido novo modelo de concessão de auxílios financeiros dos componentes, de forma a incentivar cada um a evoluir musicalmente. Iniciativas como formação de grupos e ingressos em universidades de música contribuem gradualmente no aumento do auxílio.

Instituto Baccarelli

Fundado há quase 15 anos, o Instituto começou com 36 crianças compondo uma pequena orquestra. Buscando resgatar jovens de uma realidade escassa de oportunidades, o Instituto oferece a ponte para a profissionalização na música.

“Vim estudar no Instituto com o intuito de crescer musicalmente, me profissionalizar. Tudo gira em torno de nossa formação, tanto como instrumentalista quanto como pessoa, com a ajuda de professores de altíssimo nível”, afirmou o músico Jônatas Rodrigues.

A organização atualmente atende cerca de 1.100 crianças e jovens a partir de seis anos de idade e conta com 20 corais e quatro orquestras. “A Lei Rouanet cumpre um dos seus principais objetivos, dar oportunidade e formar novos valores para o desenvolvimento da arte brasileira”, acrescentou Henilton Menezes.

Texto: Caroline Borralho (Sefic/Ascom)
Foto: Instituto Baccarelli

Fonte: MinC
Twitter

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/04/2011 em Uncategorized

 

Tags:

NOTÍCIAS CULTURAIS

Reuniões itinerantes da CNIC

Comissão que dá pareceres a projetos para captação de recursos via Rouanet vai rodar o Brasil

19-04-2011 – Fátima de Carvalho

As reuniões da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) – grupo que dá pareceres a projetos pedindo autorização para captar recursos via Lei Rouanet – passam a ser itinerantes a partir desta semana. Os encontros mensais costumavam acontecer em Brasília, mas, com o objetivo de incorporar a diversidade cultural também a essa agenda, o Ministério da Cultura definiu que as reuniões acontecerão em diferentes regiões do país ao longo do ano. A primeira delas será realizada esta semana, nos dias 19 e 20, em Aracaju (SE).

A iniciativa tem como objetivo dar um caráter menos operacional e mais opinativo aos pareceres da CNIC. Belém (PA), São Paulo (SP), Goiânia (GO) e Porto Alegre (RS) já estão no calendário até o fim do ano. Esses encontros se alternarão com os de Brasília. (Confira o calendário completo aqui).

Além de analisar projetos, os componentes da CNIC assistirão à apresentação da Secretaria de Cultura do Estado e visitarão projetos que tiveram incentivos da Lei Rouanet, de forma a interagir e conhecer mais de perto o que está sendo avaliado, fornecendo subsídios para futuras análises de projetos similares que possam ser apresentados.
Como conseqüência desta itinerância, o Ministério da Cultura acredita que produtores culturais sejam estimulados a apresentar mais projetos para tentar captação por meio de incentivo fiscal à medida que as reuniões da CNIC se realizem nessas diferentes regiões, garantindo, assim, também mais diversificação na natureza e origem dos projetos apresentados.

Transmissão em tempo realAssim como já vem acontecendo desde setembro do ano passado, as reuniões da CNIC continuarão a ter o áudio transmitido ao vivo no site do Ministério da Cultura –www.cultura.gov.br

A sessão plenária (dia 20) da 186ª Reunião da CNIC será presidida pelo Secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, Henilton Menezes. Acessando o link, os proponentes e interessados poderão acompanhar as discussões e os pareceres de projetos que serão levados para a plenária pelos integrantes da Comissão. A transmissão em tempo real visa a dar maior transparência à sociedade das discussões dos projetos nas reuniões.

A Comissão Nacional

A Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), composta por representantes de artistas, empresários, sociedade civil e do Estado, é um órgão colegiado de assessoramento integrante da estrutura do Ministério da Cultura, tendo entre outras funções subsidiar as decisões do MinC na aprovação dos projetos culturais submetidos para captação via renúncia fiscal.

Os integrantes do biênio 2011/2012 vêm de um processo seletivo aberto, que teve como novidade uma metodologia que ampliou a representatividade no plenário, expandindo o caráter democrático e a participação da sociedade, já que cada entidade habilitada indicou representante de uma região brasileira. A Comissão é composta por 21 integrantes, entre eles sete titulares e 14 suplentes. (Para conhecer os membros da CNIC, clique aqui.)

(Texto: Caroline Borralho, Sefic/Ascom)

Fonte: MinC

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/04/2011 em Uncategorized

 

Tags:

HOMENAGEM

Alípio Correia da Franca Neto

15-04-2011 – Fátima de Carvalho

A peça “O LOBO DA ESTEPE” dirigida por Wilson Caetano,  foi adaptada para o teatro por  Alípio.

Alípio Correia de Franca Neto nasceu em São Paulo (SP), em 1966. É poeta, escritor, tradutor e doutorando em teoria literária e literatura comparada da Universidade de São Paulo (USP). Dentre as traduções destacam-se A balada do velho marinheiro (ateliê Editorial, Prêmio Jabuti 2006), de S. T. Coleridge, Exilados (Iluminuras, 2003), Pomas, um tostão cada (Iluminuras, Prêmio Jabuti 2002) e Música de câmara (Iluminuras, 1998), todos de James Joyce. No campo da literatura infantil, traduziu, para a Cosac Naify, Quem quer este rinoceronte? (2007) e Fuja do Garabuja (2009), de Shel Silverstein, Pequeno 1 (2007), O livro inclinado (2008), de Peter Newell, O livro da Nina para guardar pequenas coisas (2010), de Keith Haring, O segredo do Coelho (2010), de John a. Rowe, e Marco, o barco (2010), de Ted Hughes e Jim Downer.

Fonte: cosacnaify

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16/04/2011 em Uncategorized

 

Tags:

PELOMUNDO CULTURAL

VIVADANÇA Festival Internacional Ano 5

14-04-2011 – Fátima de Carvalho

Pelo quinto ano consecutivo, a cidade de Salvador celebra a dança durante todo o mês de abril. É quando acontece o VIVADANÇA Festival Internacional Ano 5, evento já marcado no calendário cultural como um dos mais importantes dedicados à linguagem no país. Com uma programação que inclui espetáculos, encontros de intercâmbio cultural, exibição de filmes, mesas redondas, mostras, exposições, shows e oficinas, o VIVADANÇA se propõe a festejar essa arte e a trazer cada vez mais diversidade – na variedade de estilos, artistas e origens contemplados – ao público soteropolitano.Os eventos terão início no dia 1º do mês e se estendem até o dia 30, com destaque para o Dia Internacional da Dança, comemorado em 29 de abril.

onde fica
O Festival, que nasceu no Teatro Vila Velha, dentro do Núcleo Viladança, começa a tomar a cidade, com atividades realizadas também no Teatro Castro Alves, Teatro Molière (Aliança Francesa), Teatro do ICBA, Cine-Teatro Solar Boa Vista, Teatro do Irdeb e no Centro Cultural Plataforma.
quando ir
08/4/2011 a 30/4/2011
Fonte: overmundo – Carol_guimari

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14/04/2011 em Uncategorized

 

Tags: