RSS

Arquivo mensal: novembro 2011

NOTÍCIAS CULTURAIS

Território de Caça – Zipper Galeria

27-11-2011 – Fátima de Carvalho

Com curadoria de Mario Gioia, participam da mostra os artistas Estela Sokol (Zipper), João Castilho (Zipper), Felipe Cama, Felippe Moraes, Fernanda Barreto, Manoel Veiga, Mariana Tassinari, Marina Camargo, Maura Bresil e Raquel Versieux. A proposta central é discutir a land art de modo expandido, considerando sua influência especialmente sobre artistas emergentes.

land art surgiu no final da década de 1960, nos EUA, como um movimento artístico no qual paisagem e obra de arte eram inextrincavelmente ligados. Era também um protesto contra a artificialidade, a estética plástica e a comercialização implacável da arte.

Estela Sokol exibe fotografias da série Secret Forest. Durante sua residência artística na Áustria, Sokol pôde experimentar a influência de sua cor-luz (cores fortes e fluorescentes, que tingem os arredores ao refletir a luz) sobre o branco absoluto da neve.

Peso Morto, de João Castilho, exibe paisagens áridas com um elo central: os montes de pedras – estejam em espaços desérticos, em frente às casas ou, literalmente, no meio do caminho. Como em outros de seus trabalhos, o artista assume-se como andarilho e viajante.

Felipe Cama apresenta After Turner “Chichester Canal” (Street View), impressão em metacrilato de uma paisagem criada a partir da imagem do local original da pintura Chichester Canal de Turner, como encontrada atualmente no Google Street View.

No vídeo Dos Templos, de Felippe Moraes, um espelho de moldura rebuscada engana nosso discernimento por estar colocado sobre a grama, de modo a refletir o céu. Esta intervenção simples nos convida a transcender a percepção cotidiana.

Fernanda Barreto apresenta Confluência, obra na qual imagens de satélite de diversos rios foram apropriadas da ferramenta Google Earth e justapostas, formando um único curso. A publicação A Luareproduz páginas de um livro antigo sobre nosso satélite natural. Algumas frases que evidenciam tempo e espaço hipotéticos aparecem grifadas.

Em séries de fotos feitas na Jordânia, Mariana Tassinari cria intervenções cromáticas por computador, sugerindo novas paisagens, novas cores para o céu. A série Campo em Branco captura a interferência da esfera de sinalização dos fios de alta tensão sobre a paisagem que lhe serve de pano de fundo.

Marina Camargo interpreta a paisagem visualmente, em obras comoLugar: Tacuarembó (o letreiro da entrada da cidade, criado pela artista ao estilo de Hollywood, invade o cenário e é encoberto pela relva alta e indomada neste trabalho recém-exposto na Bienal do Mercosul), e também através do som, com a obra Paisagem com Ondas.

Hubble, de Manoel Veiga, trata da apropriação de imagens do potente telescópio de mesmo nome. O artista comenta que os fenômenos físicos que atuam sobre sua pintura (gravidade, difusão, etc.) configuram, de maneira similar, a paisagem terrestre.

A sala no andar superior é ocupada pela instalação de Maura Bresil. Uma impressão fotográfica da água rasa e da areia da praia foi colocada pela artista à beira do mar para que sofresse sob os efeitos desgastantes da água, do sol e da areia. Este efeito é simulado na galeria através de cânulas com água do mar, que corrói a impressão fotográfica pouco a pouco.

A fim de debater o controle sobre a paisagem e “permitir a Arte através das Ciências Naturais”, Raquel Versieux construiu uma máquina de erosão. Camadas de terra de sofrem sob a ação da água todos os dias, mudando a paisagem e a configuração da galeria diariamente.

onde fica: Zipper Galeria
Rua Estados Unidos, 1494
Jardim América, São Paulo, SP
11 4306 4306

quando ir: 03/12/2011 a 14/1/2012, às 14:00h

quanto custa: Entrada gratuita

website: www.zippergaleria.com.br

fonte: overmundo / zipper

Laboratório – Experimentações Audiovisuais no RS

Instituto Claro promove oficinas gratuitas de experimentação audiovisual no Rio Grande do Sul

O circuito de palestras e oficinas do projeto Laboratório – Experimentações Audiovisuais percorrerá as cidades de Santa Maria, Gramado e Porto Alegre

A partir do dia 25 de novembro, o estado do Rio Grande do Sul vai receber, pela primeira vez, o projeto Laboratório – Experimentações Audiovisuais. O objetivo da iniciativa é levar oficinas de produção de vídeo, com atividades práticas e teóricas que vão desde a estruturação da ideia até a captação e edição de imagens. A programação alterna exibições e debates sobre as oportunidades de experimentação e aprendizado audiovisual no país. O projeto integra a plataforma pedagógica do Festival Nacional de Curtíssima Metragem – Claro Curtas, uma iniciativa do Instituto Claro, criada com o objetivo de estimular, difundir e valorizar a produção audiovisual realizada a partir de celulares, câmeras digitais, webcams e outros dispositivos móveis no Brasil.

Onze cidades dos estados de São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro e Minas Gerais já receberam o circuito de oficinas do Projeto Laboratório, onde criação, produção e difusão de vídeos e fotografias são os instrumentos utilizados para estimular o aprendizado e demonstrar os potenciais regionais de expressão por meio da linguagem audiovisual, de forma acessível e democrática. No Rio Grande do Sul, o Laboratório – Experimentações Audiovisuais, que integra as ações do Instituto Claro no estado, é uma coprodução entre Casa Redonda e Cida Planejamento Cultural e conta com o patrocínio da Claro através do financiamento do Sistema Pró-Cultura RS.

Coordenadas pelos cineastas Philippe Barcinski Marco Del Fiol, com a monitoria dos editores Tainá Rezende e Vicente Moreno, as oficinas tem suas inscrições abertas a realizadores, educadores, jovens estudantes do ensino médio e universitário, cineclubistas, multiplicadores e pessoas interessadas em audiovisual. O circuito de oficinas e palestras no Rio Grande do Sul percorrerá as cidades deSanta Maria (26 a 27 de novembro), Gramado (29 e 30 de novembro) ePorto Alegre (3 e 4, 5 e 6 de dezembro). Em módulos de apenas dois dias, as oficinas oferecem aos participantes um processo intenso de aprendizado e experimentação envolvendo a produção de vídeos de até 3 minutos e ensaios fotográficos que serão publicados no sitewww.projetolaboratorio.com.br/rs. No dia 9 de dezembro, será realizada em Porto Alegre a Mostra de Curtas Laboratório Brasil que encerra o circuito 2011 do projeto. A programação apresenta uma seleção dos vídeos durante os encontros no Rio Grande do Sul e nos demais estados contemplados onde foram realizadas as oficinas.

As fichas de inscrição estão disponíveis no mesmo site e deverão ser preenchidas e enviadas para o e-mailoficinasrs@projetolaboratorio.com.br. As vagas são limitadas. Todos os participantes receberão certificado.

onde ficaSANTA MARIA
25 de novembro | 20 horas | Palestra
AUDIOVISUAL E MÍDIAS MÓVEIS – Experimentação, expressão e aprendizado, palestra com o cineasta Philippe Barcinski
26 e 27 de novembro | 9h às 18h | Oficina
Escola Duque de Caxias

GRAMADO
28 de novembro | 20 horas | Palestra
AUDIOVISUAL E MÍDIAS MÓVEIS – Experimentação, expressão e aprendizado, palestra com o cineasta Philippe Barcinski
29 e 30 de novembro | 9h às 18h | Oficina
Escola Municipal Dr. Carlos Nelz

PORTO ALEGRE
3 e 4 de dezembro | 9h às 18h | Oficina
5 e 6 de dezembro | 9h às 18h | Oficina
9 de dezembro | 20 horas | Palestra
AUDIOVISUAL E MÍDIAS MÓVEIS – Experimentação, expressão e aprendizado, palestra com o cineasta Philippe Barcinski
Centro Cultural CEEE Erico Verissimo

quando ir: 25/11/2011 a 09/12/2011

quanto custa: inscrição franca

website: www.projetolaboratorio.com.br/rs

contato: oficinasrs@projetolaboratorio.com.br

Fonte: overmundo / SimoneL

 

Das Cores do Mundo – Fernando Pauler – Curitiba/PR

 Seis cores para memorizar II – 2011 – 100×100 cm – Acrílica sobre painel

VITA Batel apresenta exposição “Das cores do mundo” do artista plástico Fernando Pauler.

Obras de Fernando Pauler traçam retrato abstrato do universo infantil

O Hospital VITA Batel recebe, de 28 de outubro a 16 de dezembro, a exposição “Das cores do mundo”. As quinze obras do artista plástico Fernando Pauler podem ser vistas no Espaço VITA Cultural, das 8h às 18h. A entrada para conferir a mostra é gratuita.

Para produzir os paineis, Pauler fez uso de cores básicas e vibrantes, como vermelho,azul e amarelo que remetem a brinquedos e à infância. “Trabalho com a memória de forma abstrata, mas que vai ao figurativo de forma lúdica”, explica. A exposição, composta por telas pintadas com tinta acrílica, já passou por Porto Alegre em julho deste ano.

Sobre o artista
Gaúcho, Fernando Pauler se formou em Artes Visuais pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). Atuou como diretor de arte em agências de publicidade durante 15 anos, de 1989 a 2005. Hoje, artista autônomo, dedica-se ao design gráfico e às artes plásticas no litoral centro-norte de Santa Catarina, onde vive.

Pauler trabalha com técnicas artísticas variadas, incluindo pintura, escultura e gravura.O artista possui no curriculo diversas exposições coletivas e individuais, desde 2002, tendo sido premiado em quatro delas. Ano passado, por exemplo, recebeu o prêmio de primeiro lugar no Salão de Arte da Feira Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente, realizado em Bento Gonçalves, no Rio Grande Sul.

Serviço
Exposição “Das cores do mundo”
Quando: de 28 de outubro a 16 de dezembro, das 8h às 18h
Onde: Espaço Cultural VITA – Hospital VITA Batel
Endereço: Rua Alferes Ângelo Sampaio, 1.896 – Batel – Curitiba – PR
Entrada franca

Mostra “Das Cores do Mundo”
do artista plástico Fernando Pauler

Os caminhos de Fernando Pauler percorrem o jogo mnemônico das vivências infantis.

Na mostra “Das Cores do Mundo”, a busca do passado vem com a vivência alegre do menino que ama as cores vibrantes, e que brinca com elas de um jeito especial. Aqui, o mais importante é a sequência de fatos do cotidiano que o artista deseja lembrar. São as emoções fortes marcadas pelas linhas sutis da memória, porém, carregadas de mensagens subliminares.

Na medida em que busca elementos estruturais, traz o imaginário fantástico através das formas simbólicas, desejando dar um salto para o abstracionismo.

No labirinto de formas e cores, a curiosidade e o encantamento viajam pela obra do artista. O mistério dos frios azuis contrasta com o caleidoscópio das telas multicoloridas. Porém, conservando a harmonia da proposta original, Fernando viaja pelo mundo da fantasia e abre para o expectador uma sensação de prazer, leveza e ingenuidade.

Extremamente observador e crítico, Pauler acredita que cor é emoção e que somente ela pode traduzir sua história. Mas a força das suas cores faz com que o expectador seja transportado para um mundo de vermelhos, amarelos, roxos, verdes e alaranjados para encharcar os pés na umidade e ficar todo colorido como uma criança que brinca com o arco-íris.

A cor lhe dá asas. E é assim que Fernando Pauler vai do figurativo para o gestual como num passe de mágica. Ambivalente? Contraditório? Nem tanto! Melhor dizer “fazedor de arte”.

Iara Venier (Artista Plástica e Psicóloga)

onde fica: Espaço Cultural VITA – Hospital VITA Batel – Curitiba/PR
quando ir: 28/10/2011 a 16/12/2011
quanto custa: Entrada gratuita
website: www.flickr.com/photos/fernandopauler
contato: 47 8428 7513

Fonte: overmundo / FernandoPauler
 
Deixe um comentário

Publicado por em 27/11/2011 em Uncategorized

 

Tags: , , ,

PELOMUNDO CULTURAL

Penso ver o que escuto

 27-11-2011 – Fátima de Carvalho
Concebido a partir dos grandes dramas históricos de Willian Shakespeare – Ricardo II, Henrique IV, Henrique V, as três partes de Henrique VI e Ricardo III, especialmente os dois Ricardos –, “Penso ver o que escuto” estreia dia 1° de dezembro, às 21h, no Arquivo Nacional, com direção de Cláudio Baltar e Fábio Ferreira, dramaturgia de Oscar Saraiva, figurinos de Rosa Magalhães, cenário de Fernando Mello da Costa e Rostand Albuquerque, iluminação de Renato Machado, direção musical e trilha sonora de Fabiano Krieger e realização da Cia Bufomecânica.Em abril de 2012 este espetáculo faz a abertura do World Shakespeare Festival, em Londres e Stratford-Upon-Avon.Com patrocínio da Prefeitura do Rio, Oi Futuro e Royal Shakespeare Company, tendo o apoio cultural do Arquivo Nacional, este terceiro projeto da Cia Bufomecânica vai montar, no jardim do Arquivo Nacional, uma estrutura cênica de 1.200m², com palco de 15m de comprimento, plateia para 350 pessoas e um café que vai atender o público durante as 16 apresentações, com ingressos gratuitos.A temporada do espetáculo segue até 19 de dezembro. Em 2012, após as apresentações no World Shakespeare Festival, o espetáculo faz nova temporada no Rio e em seguida estréia em São Paulo.
onde fica: Arquivo Nacional
quando ir: 01/12/2011 a 19/12/2011, às 19:00h
quanto custa: Grátis
contato: 21 2179-1273 e 2179-1228
Fonte: overmundo / neymotta

FRÁGIL : espetáculo de arte telemática

LABORATORIUM MAPA D2 agrega três grupos de pesquisa artística e quatro grupos tecnológicos em torno da investigação, exploração e aplicabilidade das novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) e do Audiovisual na criação de FRÁGIL, espetáculo de arte telemática idealizado pelo Grupo de Pesquisa Poéticas Tecnológicas: Corpoaudiovisual – GP Poética (UFBA), coordenado por Ivani Santana. FRÁGIL é fruto da intersecção de obras que se cruzam – na rede – para tratar de um tema comum: a fragilidade humana.

O espetáculo, inédito no Rio, é composto de uma instalação performativa do grupo LPCA (UFC) de Fortaleza, um hiperorganismo criado pelo NANO (Núcleo de Arte e Novos Organismos – EBA/PPGAV/UFRJ) e uma performance cênica do GP Poética. Ele integra a agenda do evento Desafios da Arte em Rede – I Rodada em Cultura, Arte, Tecnociência e Inovação, que acontece dia 1º de dezembro no MAM Rio.

FRÁGIL poderá ser assistido também via Internet, através dos siteswww.poeticatecnologia.ufba.br e www.mapad2.ufba.br. No ambiente virtual, o usuário-web terá a disposição o “olhar” de câmeras instaladas nos locais das apresentações, criando assim, em tempo real, a dramaturgia do espetáculo.

As imagens serão captadas simultaneamente no MAM Rio, no Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno, em Fortaleza, e no Campus Universitário de Ondina, da Universidade Federal da Bahia, em Salvador.

O evento Desafios da Arte em Rede – I Rodada em Cultura, Arte, Tecnociência e Inovação é uma parceria entre Ministério da Cultura e RNP com o Festival Internacional CulturaDigital.Br, a ser realizado entre os dias 02 e 04 de dezembro, também no MAM Rio e no Odeon Petrobras.

onde fica: Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro – Pilotis – Av. Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎; 2240-4944.

quando ir: 01/12/2011, às 20:30h

quanto custa: Grátis

website: http://culturadigital.br/arteemrede/

contato: binomio.imprensa@gmail.com

Fonte: overmundo /  jocavidal

Mostra Videocriação

videocriação é uma mostra inédita de video-arte com foco na produção recente, de 2000 a 2010, de artistas contemporâneos de todo o mundo. Composta por quatro programas de vídeos, a mostra se caracteriza por sua diversidade temática, tendo como principal objetivo trazer ao público carioca obras que dificilmente chegariam ao Brasil e que mostram as inquietudes discursivas mais relevantes do meio videográfico atual.

De 17 a 27 de novembro
Quinta e sexta, 18h
Sabado e domingo, 16h
Entrada gratuita

onde fica: Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica
Rua Luís de Camões 68, Centro, Rio de Janeiro
Tel (21) 2232-4213

quando ir: 17/11/2011 a 27/11/2011

quanto custa: entrada gratuita

website: http://videocriacao.blogspot.com/

Fonte: overmundo / manuelar
 
Deixe um comentário

Publicado por em 27/11/2011 em Uncategorized

 

Tags: , , , , ,

NOTÍCIAS CULTURAIS

6ª Mostra de Dramaturgia de Brasília de 19/12 a 22/12

25-11-2011 – Fátima de Carvalho

                             Serpentes que fumam

Estimular e formar olhares críticos sobre identidade teatral contemporânea de Brasília, através de textos produzidos por dramaturgos da cidade
A Mostra de Dramaturgia de Brasília nos traz, para esta 6ª Ed., autores, atores e diretores com incontestável contribuição a cena teatral brasiliense para lerem textos. Serão apresentados seis textos inéditos para teatro, em seis leituras dramáticas dirigidas com a participação de atores de 19 a 22 de dezembro, na Sala Cássia Eller, da Funarte, com entrada franca. Troca de experiências, fomento ao teatro de Brasília, formação e qualificação de platéia são os objetivos da Mostra de Dramaturgia de Brasília.

Ao mostrarem suas obras e se colocarem frente ao público para debates, que acontecerão após cada leitura, dramaturgos e diretores convidam a todos para um aprofundamento sobre questões contemporâneas acerca da dramaturgia e para explorar o universo das linguagens cênicas. Conhecer e reconhecer suas próprias criações é ato imprescindível para uma cidade jovem como Brasília, que tem participado cada vez mais do cenário teatral brasileiro, revelando artistas e mostrado trabalhos consistentes.

Dinâmica das leituras
Antes do início da leitura, o autor é apresentado à platéia, bem como o contexto no qual sua obra foi criada. Em seguida, atores sobem ao palco e o texto começa a ser apresentado, com diálogos, descrição de ações e cenas, inflexões de voz e trilha sonora, que permitem ao público imaginar a encenação completa e possibilidades cênicas para a montagem do texto.

Cada leitura será seguida de bate-papos entre espectadores, os autores dos textos e diretores. Promovendo a oportunidade de conhecer detalhes, tirar dúvidas, expor opiniões e refletir sobre a produção dramatúrgica brasiliense.

Programação

Dia: 19/12, segunda, às 20h. Classificação indicativa: 14 anos
“BALADA DOS CÃES RAIVOSOS OU AINDA BEM QUE OS ELEFANTES NÃO SÃO CARNÍVOROS”, de Valnir Pasquim

Dia: 20/12, terça, às 18h. Classificação indicativa: 14 anos
“DA PAZ”, de Manuela Castelo Branco e Tatiana Carvalhedo

Dia: 20/12, terça, às 21h. Classificação indicativa: 14 anos
“CARTAS AOS PAIS”, de Reinaldo Vieira

Dia: 21/12, quarta, às 18h. Classificação indicativa: 14 anos
SERPENTES QUE FUMAM – “NATAL” – Cia. Andaime com Márcio Menezes

Dia: 21/12, quarta, às 21h. Classificação indicativa: 14 anos
“GUETERA”, de Cássia Gentile

Dia: 22/12, quinta, às 20h. Classificação indicativa: 14 anos
“SHIRLEY DA CONCEIÇÃO”, de Nielson Menão

Realização: Associação Mapati
Coordenação Geral: Paula Braga Zacharias e Cláudio Scafuto Filho
Direção de Produção: Dayse Hansa
Apoio: Secretaria de Cultura do Distrito Federal, SINPRO-DF, C’EST SI BON, Funarte/Brasília

onde fica: Sala Cássia Eller.
C.I.: 14 anos
quando ir: 19/12/2011 a 22/12/201
quanto custa: Entrada franca

Fonte: overmundo / rodrigomachado
 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/11/2011 em Uncategorized

 

Tags: , ,

NOTÍCIAS CULTURAIS

Usinas Culturais

21-11-2011 – Fátima de Carvalho

Ministério da Cultura divulga relação de municípios habilitados para receberem apoio do programa

Foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 21 de novembro, a Portaria nº 777,  que torna público o Manual de Instruções para Conveniamento e Execução do Programa Usinas Culturais e a lista de municípios que tiveram projetos habilitados para participar do programa. Após a publicação da portaria no DOU, assinada pelo secretário-executivo Vitor Ortiz,  o manual já está disponível na página do Ministério da Cultura  (www.cultura.gov.br/usinas/).

Foram habilitadas 58 ações espalhadas pelo país inteiro e que juntas beneficiarão mais 2,5 milhões de pessoas. Grande parte dos projetos habilitados é proveniente da região nordeste, com 22 propostas habilitadas. Entre os estados, Bahia e Rio de Janeiro tiveram mais projetos habilitados, com 10 propostas ao todo em cada estado. Em relação aos temas, oito propostas foram cadastradas com a temática juventude negra, porém como os projetos poderiam estar relacionados a mais temas, 29 iniciativas têm como eixo Juventude NegraAutonomia das Mulheres e Catadores de resíduos sólidos.

Mais de 20% das iniciativas habilitadas serão voltadas para a recuperação de espaços que no momento se encontram fechados ou para a adequação de espaços que hoje não são utilizados como equipamento cultural, como por exemplo, a Fundação Educacional e Cultural de Magé no Rio de Janeiro que se encontra parcialmente fechada, o Centro de Cultura e Educação Monte Bom Jesus em Caruaru, Pernambuco, que está fechado e a adequação da Unidade Assistência Social Unidas Vila Maryem Campo Grande, na capital sul-mato-grossense.

Os municípios têm até o dia 2 de dezembro para o preenchimento de informações e apresentação de documentos e projetos técnicos necessários à celebração dos termos de convênios. A confirmação da seleção dos municípios que serão apoiados está condicionada ao preenchimento e envio dessas informações, que estão disponíveis no endereço eletrônico: www.convenios.gov.br.

Usinas Culturais

Programa Usinas Culturais é uma realização do Ministério da Cultura e está inserido dentro das ações doFórum de Direitos e Cidadania, coordenado pela Secretaria-Geral da Presidência da República. É destinado às populações das áreas de alta vulnerabilidade social, localizadas em 135 municípios brasileiros, onde foram constatados os maiores índices de homicídos de jovens no país.

O programa tem o objetivo de estimular o combate à violência mediante a implantação de políticas públicas de fortalecimento dos valores da cidadania e da diversidade da expressões culturais. Tem também a missão de incentivar o crescimento da Economia Criativa, aumentando a oferta de emprego e renda nestas comunidades, além de criar alternativas de cultura e lazer.

Acesse o DOU com a públicação da portaria

(Texto: Marcos Agostinho – Ascom/MinC)

Fonte: MinC
 
Deixe um comentário

Publicado por em 21/11/2011 em Uncategorized

 

Tags:

PELOMUNDO CULTURAL

Nono Novembro Negro do Sertão do São Francisco

18-11-2011 – Fátima de Carvalho

Com realização do Núcleo de Arte e Educação Nego D’Água (NAENDA) e financiamento da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SEPROMI), o Nono Novembro Negro do Sertão do São Francisco acontecerá nos dias 18/11 (sexta) e 19/11 (sábado).

Na programação, mesas; seminário; exibição do filme “O Jardim das Folhas Sagradas” seguido de debate, oficinas de teatro de rua, dança afro, capoeira, percussão, hip-hop e reggae; e show com a banda Tio Zé Bá e Apocalypse Reggae.
As inscrições são gratuitas! informações pelo fone: 3611-5847.

Programação Completa
18/11 (sexta-feira)
18 h – Mesa de abertura com representantes de instituições e movimentos sociais;
19 h – Exibição do filme “O Jardim das Folhas Sagradas” seguido de debate;

19/11 (sábado)
8 h – Realização das oficinas artísticas transversalizadas por debates sobre questões especificas do povo negro
14 h – Seminário: “Políticas Publicas e Equidade Social: Formando redes negras no Território Sertão do São Francisco”
19 h –Show Musical com a banda “Tio Zé Bá e Apocalipse Reggae”

Venham tecer a resistência conosco!!

onde fica: Núcleo de Arte e Educação Nego D’Água (NAEND’A) – Juazeiro/BA
quando ir: 18/11/2011 a 19/11/2011
quanto custa: Inscrições grátis
entradas franca, para show, mesa e exibição de filme,websitehttp://naendacultura.blogspot.com/
contato: 3611-5847 / querciaoliveira@gmail.com

Fonte: overmundo / Quercia Oliveira
 
Deixe um comentário

Publicado por em 18/11/2011 em Uncategorized

 

Tags: , ,

PELOMUNDO CULTURAL

SER TÃO GRANDE ABRE II SEMANA DE ARTE E CULTURA  DA PUC DE GOIÁS

16-11-2011 – Fátima de Carvalho

A Coordenação de Arte e Cultura da Pró-Reitoria de Extensão e Apoio Estudantil da PUC Goiás realiza a II Semana de Arte e Cultura, no período de 28 de novembro a 1º de dezembro de 2011, no Teatro Católica. O evento terá ainda palestras e debates, além de comunicação de trabalhos acadêmicos, com abordagem temática sobre cultura de um modo geral e arte em particular, conjugados com a apresentação de espetáculos produzidos pelos seus diversos Núcleos de Criação e Produção. A entrada é franca em todas as atividades e espetáculos. Os alunos vão receber certificado de horas de atividades complementares e acadêmico-científicas.
A solenidade de abertura será às 20 horas do dia 28 de novembro, uma segunda-feira, seguida pela apresentação da peça Ser Tão Grande do Grupo de Teatro Arte & Fatos da CAC. A peça tem texto de Renata Pallottini, uma adaptação da obra de João Guimarães Rosa e já foi apresentada diversas vezes em Goiânia, no Festival Nacional de Teatro de Presidente Prudente (SP) e de Ponta Grossa (PR).
No dia 29, terça-feira, às 20h30, será apresentado o espetáculo Pomar e Por Si Mesmo, da Companhia de dança da Quasar Jovem, convidada para integrar as apresentações da Semana de Arte e Cultura da PUC Goiás.

SAMBA

No dia 30, quarta-feira, às 20h30 tem a apresentação da Cia de Dança Noah, da CAC, com o espetáculo Sambas.
A II Semana de Arte e Cultura será encerrada na quinta-feira, 1º de dezembro, às 20h30, com o espetáculo musical Conversa de Botequim, com os integrantes do Coral Vozes & Cores da CAC e a regente Elene Tipple. Durante a realização da Semana de Arte e Cultura, o Núcleo de Cultura Visual vai expor trabalhos dos alunos no pátio do Câmpus V, com peças de arte aplicada, desenho, pintura e fotografia.

SERVIÇO

Evento: II Semana de Arte e Cultura

Data: 28 de novembro a 1 de dezembro de 2011 – segunda-feira a quinta-feira.

Horário: Oficinas às 15 horas – Comunicações de artigos acadêmicos às 17 horas – Palestras às 19 horas – Espetáculos às 20:30 horas.

Local: Teatro Católica – Campus V : Av. Fued José Sebba, nº 1.184 – Jardim Goiás.

Entrada franca.

Fonte: pucnotícias
 
Deixe um comentário

Publicado por em 16/11/2011 em Uncategorized

 

Tags: , , ,

PELOMUNDO CULTURAL

Apresentação gratuita do Tangolomango no Circo

12-11-2011 – Fátima de Carvalho

                         Cia Urbana de Dança está entre os grupos que farão parte do espetáculo

Depois de promover o encontro de mais de quatro mil artistas de 300 grupos vindos do Brasil, Argentina, Colômbia, Venezuela e Peru, em edições realizadas no Rio de Janeiro, Recife, Fortaleza e Salvador, o Tangolomango comemora 10 anos de história reunindo no palco do Circo Voador, no próximo dia 13 de novembro, grupos de circo, música e dança, do Rio e de Buenos Aires. Conhecido como o Festival da Diversidade Cultural, o Tangolomango promoverá nesta edição uma inédita apresentação conjunta com a participação da Intrépida Trupe, Maracutaia, Caixa Preta, Companhia Urbana de Dança e Profac / Crescer e Viver, do Rio, e Urraka, Castadiva e La Arena, de Buenos Aires. Entre 18 e 20 de novembro, o Festival será realizado também na capital portenha.

O público irá conferir um grandioso espetáculo, em que todos os grupos sobem juntos ao palco, colocando em prática os conceitos de ‘generosidade intelectual’ e ‘produção compartilhada’. Os ensaios para o show começam apenas dois dias antes da apresentação, durante um intercâmbio cultural, quando os grupos se conhecem, reconhecem suas diferenças e semelhanças para aí então começarem a montagem, permeada por criatividade e improvisos. Este ano, a direção artística é do ator e diretor teatral Ernesto Piccolo. “Estou felicíssimo com essa seleção. Foi uma mistura deliciosa, vamos conseguir fazer uma bela fusão entre os grupos”.

Após a apresentação no Circo Voador, os artistas e o púbico sairão em cortejo para um palco que será montado pela Prefeitura próximo aos Arcos da Lapa, onde será realizado um grande baile ao ar livre. “Embora sejam bem diversificados, os grupos selecionados têm uma unidade muito grande, são todos muito vigorosos. Vejo que nesses dez anos de Festival, os projetos de periferia evoluíram bastante e isso me dá uma grata sensação de ter participado desse processo”, diz a diretora-executiva, Marina Vieira.

O nome do festival é inspirado em uma brincadeira de roda popular no nordeste do Brasil e expressa o espírito de seu trabalho. O objetivo é articular, reunir e difundir projetos culturais de diferentes regiões para promover a diversidade cultural e a troca de experiências, visando a produção colaborativa e a formação de redes. O Tangolomango conta com patrocínio da Petrobras e parceria da Prefeitura do Rio de Janeiro através da Secretaria Municipal de Cultura.

onde fica: Circo Voador

quando ir: 13/11/2011, às 19:00h

quanto custa: gratuito

website: http://tangolomango.overmundo.org.br/

contato: (21) 2533-0354

Fonte: overmundo 
 
Deixe um comentário

Publicado por em 12/11/2011 em Uncategorized

 

Tags: , , ,