RSS

Peça entra em cartaz no Teatro Eva Herz, em SP

18 jan

18-01-2012 – Fátima de Carvalho

“Nise da Silveira – Senhora das Imagens”

Jackeline Nigri

                                                         A atriz Mariana Terra, que interpreta Nise, diz ter
                                                         forte ligação com a médica desde a infância

Nise da Silveira chegou à vida de Mariana Terra ainda na infância da atriz, quando o seu pai, o psicanalista Raffaele Infante, um dos discípulos de Nise, usou do psicodrama para “libertar” os seus pacientes.
A psiquiatra, na época, lutava por tratamentos mais humanos, fazendo das tintas instrumento para a catarse de seus pacientes-artistas. E boa parte deste enredo real, de uma trajetória ímpar, virou mote para a dramaturgia e concepção do espetáculo multimídia “Nise da Silveira – Senhora das Imagens”, que estreia em São Paulo no dia 1º de fevereiro, no Teatro Eva Herz (avenida Paulista 2.073, Livraria Cultura). A temporada paulista celebra os 60 anos do Museu de Imagens do Inconsciente, criado por Nise da Silveira e que teve origem nos ateliês de pintura e de modelagem da Seção de Terapêutica Ocupacional do Centro Psiquiátrico Pedro II, no Rio de Janeiro, em 1946.

Após temporadas de grande sucesso em palcos de cidades, como Rio de Janeiro, Brasília, Alagoas e Espírito Santo, a peça, que une teatro, dança, canto, projeção de imagens e pantomima, chega pela primeira vez a São Paulo e revela ao grande público a história de uma das mulheres mais importantes do século XX: Nise da Silveira, médica psiquiatra alagoana, que virou referência no tratamento da esquizofrenia no Brasil ao implantar ateliês de pintura em hospitais psiquiátricos, contrapondo-se aos polêmicos tratamentos com eletrochoque aplicados nos pacientes, tipo de método vigente na época.
A partir dos trabalhos artísticos surgidos desse processo, Nise iniciou um estudo profundo das expressões simbólicas das pinturas para penetrar no universo do inconsciente de cada um deles, o que, talvez, tenha sido o seu grande trunfo. “A força daquela mulher revolucionou a psiquiatria por meio da arte e de um processo mais humanitário de cura, de um olhar para o seu semelhante, que não fosse um olhar tão duro, um olhar tão científico, mas um olhar de amor ao próximo”, explica o diretor do espetáculo teatral Daniel Lobo.

“Nise da Silveira – Senhora das Imagens” apresenta, também, um painel dos acontecimentos marcantes na vida da psiquiatra.
Fatos como a chegada ao Rio de Janeiro, em 1927, a amizade com o escritor Manuel Bandeira, a prisão no governo Getúlio Vargas, a aproximação com o escritor Graciliano Ramos e a relação com o psicanalista Carl G. Jung, estão na narrativa que culmina na consagração internacional das obras criadas por seus inúmeros pacientes.

Fonte: moginews
Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 18/01/2012 em Uncategorized

 

Tags:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: