RSS

Economia Criativa

25 jan

25-01-2012 – Fátima de Carvalho

MinC inícia processo de implantação do Criativa Birô no Rio Grande do Sul

A secretária da Economia Criativa (SEC/MinC – em estruturação), Cláudia Leitão, assinou nesta terça-feira, 24 de janeiro, juntamente com o secretário de Cultura do Rio Grande do Sul, Assis Brasil, o instrumento de pactuação para a implantação do Criativa Birô no estado. A cerimônia ocorreu no Teatro Carlos Carvalho, da Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre.

A secretária Cláudia Leitão disse que o Criativa Birô irá contribuir para profissionalizar e qualificar o campo cultural. “Seu papel é se tornar uma casa do empreendedor criativo brasileiro, oferecendo todos os serviços para que ele possa se tornar autônomo e pensar seu projeto de sustentabilidade de uma forma ampla: ambiental, social e econômica”.

Para o secretário Assis Brasil, a assinatura do convênio consolida a relação da Secretaria da Cultura do estado com o Ministério da Cultura. “O Criativa Birô vai institucionalizar, qualificar e possibilitar o acesso da comunidade, oferecendo apoio aos agentes culturais na elaboração de seus negócios “ O projeto está formatado para corresponder a todos e o Rio Grande do Sul vai corresponder com a confiança depositada pelo Ministério da Cultura”, enfatizou.

A diretora de Economia da Secretaria de Cultura do estado, Denise Pereira, ressaltou que há “uma integração e alinhamento com os conceitos empregados pelo MinC e neste sentido é que reordenamos a secretaria nas três dimensões da cultura: artística, cidadã e econômica”.

Também estiveram presentes a secretária de Cidadania e Diversidade Cultural do MinC, Márcia Rollemberg,  o diretor da Secretaria de Políticas Culturais do MinC, Américo Córdula, a representante da Regional Sul do MinC, Margarete Moraes, a secretária de Comunicação e Inclusão Digital do estado, Vera Spolidoro, o presidente do Conselho Estadual de Cultura, Walter Galvani, o representante da Associação Riograndense de Imprensa (ARI), Ayres Cerutti, e representantes das Regionais do MinC nos sete estados do Brasil, além de representantes da comunidade cultural.

O Criativa Birô

Os princípios norteadores são a diversidade cultural, inovação, sustentabilidade e inclusão digital. Serão englobados os setores criativos nucleares, que abrange espetáculos, patrimônio, entre outras áreas tradicionais da cultura; setores criativos relacionados, que englobam turismo, esportes e lazer, patrimônio imaterial, registro, memória e preservação.

Em parceria e articulado com faculdades locais, o Criativa Birô oferecerá, através de empresas juniores, serviços de consultoria e assessoria nas áreas de administração, direito, contábeis, sistemas de informação e/ou publicidade. As empresas juniores são organizações sem fins lucrativos, constituídas por estudantes, supervisionados por um ou mais professores, vinculados a faculdades, que tem como objetivo a prestação de serviços de consultoria, prioritariamente para micro e pequenas empresas, a custo zero ou a preços bem abaixo do valor de mercado. A idéia é de não só ampliar a capacidade de atendimento do Birô, mas a de qualificar estudantes de ensino superior, futuros profissionais de mercado para atuarem nos setores criativos.

O investimento total, entre recursos do MinC e a contrapartida do Estado, equivale a R$ 1,5 milhão. Além do Rio Grande do Sul, outros quatro estados estão implementando os  primeiros escritórios. São eles Acre, Pernambuco, Goiás e Minas Gerais.


Pontos de Cultura

Na mesma solenidade, a secretária de Cidadania e Diversidade Cultural, Márcia Rollemberg, entregou ao secretário Assis Brasil a cópia do convênio referente à implantação de mais 160 Pontos de Cultura no Estado. Com isso o Rio Grande do Sul chegará a 220 Pontos de Cultura, cumprindo desta forma mais uma das etapas do projeto de governo Estadual no setor da Cultura.


Políticas Públicas para a Economia Criativa Brasileira

Após a assinatura, a secretária Cláudia Leitão proferiu palestra sobre “Políticas Públicas para a Economia Criativa Brasileira”, conceituando a Economia Criativa e apresentando os projetos estratégicos da pasta. O foco principal são os pequenos produtores culturais, aqueles que têm dificuldade de acesso aos meios institucionalizados, os invisíveis. Relatou a missão, eixos de atuação, ressaltando os setores criativos e relacionados da sociedade, desafios da economia criativa como o levantamento de informações, educação para competências criativas, produção, distribuição e consumo dos bens criativos e a adequação de marcos legais para os setores criativos. A secretária Claudia Leitão disse que espera desenvolver ações estruturantes como criar, além do Observatório Nacional, os 27 Observatórios Estaduais de Economia Criativa (27 observatórios estaduais) em parceria com Universidades com a finalidade de produzir informações. Também falou na expectativa de criar o projeto do Criativa Birô do Mercosul, em Montevidéu/Uruguai.

(Texto: Martha Diaz Pozueco – Ascom/RRS/MinC)
(Fotos: Ascom/MinC)

Fonte: MinC
Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/01/2012 em Uncategorized

 

Tags: , ,

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: