RSS

4º Encontro da Rede das Culturas Populares de 28/1 a 29/1 · Porto Alegre, RS

28 jan

28-01-2012 – Fátima de Carvalho

Nos próximos dias 28 e 29 de janeiro a Tenda 6 do Quilombo Oliveira Silveira no Largo Zumbi dos Palmares em Porto Alegre/RS sediará as atividades do 4º Encontro da Rede das Culturas Populares. O atual cenário das culturas populares e tradicionais, o fortalecimento das formas de interação entre agentes do setor e a avaliação das políticas públicas desenvolvidas para o segmento são as principais pautas do encontro. A ação é umas das atividades autogestionadas integradas à programação do Fórum Social Temático 2012, realizado entre os dias 24 a 29 de janeiro no Rio Grande do Sul.

Composta por agentes culturais de todo o Brasil e de países como Portugal, Argentina, Uruguai, Venezuela a Rede das Culturas Populares conta, hoje, com cerca de 4 mil membros. As principais ferramentas usadas para os trabalhos são os fóruns de discussão nas principais redes sociais e, também, via e-mail, como explica o antropólogo Marcelo Manzatti, um dos fundadores da Rede. “Esses espaços facilitam e intensificam a troca de informações, articulação e mobilização. Para ter uma rede forte e saudável temos que ter pessoas bem conectadas. No entanto, as discussões não podem ficar só no virtual e demandam encontros mais ricos como esses, presenciais”, afirma.

Pensado nisso, a proposta do encontro é, também, estabelecer uma maior organização interna e um calendário de encontros presenciais. “A Rede procura facilitar o acesso à informação. As reuniões presenciais são uma das maneiras de acionar essa rede, aumentar o número de instrumentos de conexão entre os membros e, depois, mobilizá-los a unirem-se e lutar por seus objetivos comuns.”, explica.

Como forma de monitorar e acompanhar o andamento de projetos de leis, programas e projetos voltados para o segmento das culturas populares e tradicionais, o antropólogo acrescenta ainda que será proposta a criação de um observatório de políticas públicas. A eleição dos novos Colegiados do Conselho Nacional de Política Cultural, os planos setoriais de cultura, o Programa Cultura Viva, a Lei dos Mestres e a Lei Griô são algumas das atividades que poderão ter acompanhamento da Rede.

Culturas Populares em Debate

Com o objetivo de aumentar a interação dos agentes envolvidos com as culturas populares e tradicionais existentes no Brasil, o Fórum de Culturas Populares e Tradicionais, atualmente presidido por Manzatti, iniciou, em 2002, as discussões para a formação de uma rede de alcance nacional. Com a realização do II Seminário Nacional de Políticas Publicas para as Culturas Populares ocorrido em Brasília no ano de 2007, o sonho tornou-se realidade. “Inicialmente fizemos um rascunho da proposta e convocamos todos os representantes das 27 delegações presentes ao Seminário para discuti-la. Após incorporarmos as sugestões, a criação da rede foi aprovada por unanimidade. Nosso ponto alto foi a conquista dos colegiados setoriais de culturas populares e culturas indígenas que, hoje, fazem parte da estrutura do Conselho Nacional de Políticas Culturais”, relata.

4º Encontro da Rede das Culturas Populares

Data: 28 e 29 de janeiro

Horário: das 9h às 18h

Mais informações: (61) 9325-8037

onde ficaTenda 6 – Quilombo Oliveira Silveiraquando ir28/1/2012 a 29/1/2012, às 09:18h

quanto custa: Gratuito

website: www.famalia.com.br

contato(61) 9325-8037

Fonte: overmundo / Marcelo Manzatti
Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 28/01/2012 em Uncategorized

 

Tags:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: