RSS

Mostra LÉA POOL, no CCBB Rio de 03/4 a 08/4 · Rio de Janeiro, RJ

02 abr

02-04-2012 – Fátima de Carvalho

 

                           Foto do filme “Pink Ribbons, Inc”

O Centro Cultural Banco do Brasil apresenta em abril, no Rio de Janeiro, uma rara retrospectiva da premiada cineasta suíça radicada no Québec com 12 de seus 13 longas-metragens, incluindo seu último filme, o documentário Pink Ribbons, Inc., exibido com sucesso no Festival de Toronto 2011. Léa Pool tem uma vasta carreira em longas de ficção e documentários, com uma obra marcada pela busca da identidade feminina.

A mostra LÉA POOL é organizada pelo Consulado Geral da Suíça e pelo Escritório do Québec em São Paulo, com apoio institucional do Consulado Geral do Canadá em São Paulo, Swiss Films e Sodec, curadoria de Celia Gambini e Arndt Roskens e produção da Zipper Produções.
Léa Pool nasceu em 1950 e cresceu na Suíça francesa. Em 1975, emigrou para o Canadá para estudar Comunicação na Universidade do Québec, em Montreal. Em 1980, escreveu, produziu, dirigiu e montou seu primeiro filme, Strass café, influenciada pelo trabalho de Marguerite Duras. A partir de então, nunca mais deixou de realizar filmes de ficção ou documentários para televisão e cinema.

Em 1984, Léa dirigiu A dama do hotel (La femme de l’hôtel), que impressionou a crítica. Além de uma pesquisa estética, o filme trouxe temas que tornaram-se o centro do seu trabalho de cineasta: a mulher em busca de sua identidade, como em Anne Trister (1984), filme autobiográfico que conta a chegada ao Canadá de uma jovem artista suíça.

Sua volta à Suíça, em 1988, dá início a uma série de coproduções com seu país de origem, como Direto para o Coração (À corps perdu, 1988), adaptação de um romance de Yves Navarre, cujo herói excepcionalmente é um homem. O filme aborda o tema da homossexualidade, presente de maneira subjacente em toda sua obra.

A mulher adolescente ou a jovem adulta, sempre em busca de identidade, tornou-se um personagem central de quase todos os seus filmes, como em Movimento do Desejo (Mouvement du désir, 1992) que se passa dentro de um trem, e Leve-me (Emporte‐;moi, 1998), outro filme autobiográfico.

Assunto de Meninas (Lost and Delirious, 2001), estrelado por Piper Perabo e Mischa Barton, e A Borboleta Azul (The Blue Butterfly, 2004), estrelado por William Hurt, marcam uma ruptura na carreira da cineasta – são filmes de vocação mais comercial, com grandes orçamentos e falados em inglês.

Durante todos esses anos, Léa dedicou-se ao trabalho de documentarista, concentrando-se nos mesmos temas que em suas ficções, principalmente em Femmes: une histoire inédite(1994‐;1996), Le tango des sexesÉchos du futurLettre à ma fille(1996) e Gabrille Roy (1997).

Em 2008, ela retornou ao cinema francófono com a ficção Mamãe foi ao cabeleireiro (Maman est chez le coiffeur). Seu último filme de ficção, A Última Fuga (La Dernière Fugue), será exibido na mostra.

A mostra LÉA POOL, que antes de chegar ao Rio foi exibida em São Paulo (14 a 18 de março), com a presença da diretora, foi o primeiro evento da Festa da Francofonia, evento multicultural que acontece em março na cidade. Depois de São Paulo, a mostra segue para Brasília (20 a 25/03).

onde fica: Centro Cultural Banco do Brasil – Rio de Janeiro

quando ir: 03/4/2012 a 08/4/2012
quanto custa: CINEPASSE: R$ 6 e R$ 3 (meia)
website: www.mostraleapool.com.br
contato: (21) 3808-2020

Fonte: overmundo / Adriane Constante
Facebook: Teatro Caetanno’s Agenda Cultural
Twitter: Teatro Caetanno’s
Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 02/04/2012 em Uncategorized

 

Tags: ,

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: