RSS

Projeto Labirinto Urbano promete explorar áreas periféricas de Belo Horizonte e Diamantina

21 set

21-09-2013 – Fátima de Carvalho

A oficina com o Cambar Coletivo integra o Circuito Funarte de Capacitação em Artes Cênicas.

04-LABIRINTO-URBANO_CAMBAR-COLETIVO.-FOTO-de-Maria-Puppim-BuzanovskyLabirinto Urbano | Cambar Coletivo | Foto: Maria Puppim Buzanovsky

 

A Fundação Nacional de Artes – Funarte promove, por meio do Centro de Artes Cênicas – Ceacen, a oficina Labirinto Urbano – estratégias para se perder. Em duas edições, o projeto “laboratorial” é coordenado pelo Cambar Coletivo e acontece entre os dias 23 e 27 de setembro na Funarte MG e de 30 de setembro a 4 de outubro no Museu do Diamante. A oficina faz parte do Circuito Funarte de Capacitação em Artes Cênicas 2013 e as inscrições para participar são gratuitas.

Trata-se de um projeto formado por artistas com interesse em artes híbridas e que atuam principalmente no campo das artes cênicas. É voltado para a autonomia artística, focando-se em diálogos multidisciplinares e na criação de eventos que exploram, por intervenções e debates, o papel do artista no panorama sócio-político atual e da plateia como parte e agente modificador do evento performático-teatral.

Durante os encontros, os artistas-proponentes utilizam uma abordagem poética em suas conduções dos jogos, exercícios e derivas, relacionando metáforas entre os corpos dos artistas-participantes e os territórios da cidade. Desenvolvendo a formatação de modelos de criação de cenas/performances/intervenções a partir das experiências de interação com os territórios públicos e seus habitantes. “Nessa abordagem, que permeia todo o Labirinto, busca-se potencializar a exploração sutil da percepção da realidade que nos cerca. Com isso, pretende-se abrir os olhares para uma relação diversificada de ocupação desses territórios públicos ao mesmo tempo que se pesquisa caminhos para ampliar a presença cênica dos participantes”, explicam os artistas do Cambar Coletivo.

As ações do projeto visam ainda revelar as áreas mais “periféricas” e menos “visitadas”, provocando os participantes a explorar ruelas e esquinas esquecidas, tanto de seus corpos quanto dos espaços públicos de suas cidades. ” Se perder é olhar sem a pressa dos compromissos cotidianos, das tarefas objetivantes que nos definem. Assim, se perder passa a ser a possibilidade de se recriar constantemente. Com a ação que traria de volta esta possibilidade lúdica de reencontrar o tempo, os espaços, os outros e a nós mesmos”, completam.


Labirinto Urbano | Cambar Coletivo | Foto: Maria Puppim Buzan

Sobre o Cambar

Enquanto Coletivo, O Cambar (formado pelos artistas Flávio Rabelo, James Turpin, Raquel Aguilera e Roberto Rezende) se define como um território de trocas constantes de pesquisas que envolvem programas de derivas, cartografias e jogos como procedimentos para abertura e manutenção de um campo intensivo de criação artística. Suas atividades transitam entre a formação, criação e propagação das artes cênicas e visuais.

Os interesses que impulsionam suas ações envolvem um questionamento sobre os acordos, os limites e as convenções em que os eventos artísticos são negociados entre seus participantes. Atrelado a estes interesses, ele prioriza ainda a subversão de espaços para uso como território da arte em processos que surgem do debate sobre as tensões e nuances entre público e privado; gêneros e identidades; abordando os temas a partir da ideia de corpo-território e do fluxo de forças que o compõe.

Para mais informações sobre o Coletivo, visite o site: cambarcoletivo.com ou sua página no facebook: facebook.com/CambarColetivo. O projeto Labirinto Urbano tem ainda um blog com mais detalhes das edições anteriores: projetolabirintourbano.blogspot.com.br

 

Labirinto Urbano | Cambar Coletivo | Foto: Maria Puppim Buzanovsky
Labirinto Urbano | Cambar Coletivo | Foto: Maria Puppim Buzan
Serviço

Circuito de Capacitação em Artes Cênicas 2013

Oficina LABIRINTO URBANO, estratégias para se perder
De 23 a 27 de setembro 2013, das 14 às 18h.
Funarte MG
Rua Januária, 68, Floresta, Belo Horizonte, Minas Gerais.
Inscrições gratuitas: oficina.funarte@gmail.com
Mais informações: (31) 3213 30 84 e (31) 3223 7112.

Oficina LABIRINTO URBANO, estratégias para se perder
De 30 de setembro a 04 de outubro de 2013, das 14 às 18h.
Museu do Diamante.
Rua Direita, 14, Centro, Diamantina, Minas Gerais.
Mais informações: (38) 3531-1382.

Fonte: Funarte
Facebook: Teatro Caetanno’s Agenda Cultural
Twitter: Teatro Caetanno’s
Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 21/09/2013 em Brasil

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: