RSS

Arquivo mensal: novembro 2013

A dança-teatro de Ana Vitória e Marcelo Aquino até 01/12 · Rio de Janeiro, RJ

27-11-2013 – Fátima de Carvalho

 

1383688918_renato_mangolin_006                              Ana Vitória e Marcelo Aquino em “Deslocamentos Contínuos”

Sob os pés, um tapete de terra vegetal. Sobre as cabeças, 80 gaiolas ora suspensas, ora arriadas, contendo objetos, pensamentos e afins. Ao redor, outros elementos se somam ao público, precisamente, 50 pessoas sentadas em cadeiras antigas, bem antigas. Em cena, como se dentro de uma caverna estivessem, a coreógrafa e bailarina Ana Vitória, baiana, e o ator e diretor Marcelo Aquino, gaúcho. Luz aberta, instalam-se em meio aos espectadores investigando os afetos possíveis entre a dança e o teatro, territórios que frequentam, cada um a seu tempo, há 25 anos. Assim caminha o espetáculo de dança-teatro “Deslocamentos Contínuos”, que estreia dia 7 de novembro, às 21h, no Mezanino do Espaço Sesc, em Copacabana (RJ), reunindo na atmosfera e na narrativa referências à obra do poeta americano Walt Whitman (1819-1892) e dos artistas plásticos Lygia Clark (1920-1988) e Hélio Oiticica (1937-1980). 
“Este trabalho é um desafio inédito pra mim. Temos carreiras consolidadas e estar em deslocamento, sair da zona de conforto, é o que nos impulsiona. Tratamos aqui da pulsão do trabalho, de vida e morte”, afirma a bailarina e coreógrafa Ana Vitória, que tem sua própria companhia de dança, uma das principais do país, com repertório contínuo.

Em “Deslocamentos Contínuos” não há personagens, mas sim o mito da representação. A aproximação dos dois artistas aconteceu em 2008, na montagem do espetáculo “Cirandas Cirandinhas”, eleito pela crítica como um dos melhores espetáculos do ano, e também na criação do grupo Búfalos, que é coordenado por eles com colaboração da diretora Alessandra Vannucci, reunindo atores e bailarinos em uma investigação prática sobre diferentes técnicas e processos corporais visando criar um território livre na fronteira entre dança e teatro.

A pesquisa partiu do livro “Folhas de Relva”, obra central de Whitman, considerado o maior poeta dos Estados Unidos. “Whitman nos apresenta em sua obra uma espécie de tratado sobre o humano, a perspectiva de um olhar mais delicado sobre o homem e sua relação com a vida, a proposição de uma outra forma de estar no mundo, mais conectada, mais orgânica, mais leve”, destaca o ator e diretor Marcelo Aquino, responsável pela dramaturgia de “Deslocamentos Contínuos”. “Folhas de Relva” foi iniciado em 1854, quando Whitmann começou a escrever um longo poema, que viria a se transformar na bandeira de um novo espírito. No ano seguinte ele pagou do próprio bolso uma tiragem do livro que influenciaria gerações de escritores como Oscar Wilde, Federico Garcia Lorca, Allen Ginsberg, Jack Kerouac, entre outros.

“Deslocamentos Contínuos” fica em cartaz até 1º de dezembro.

onde fica: Espaço Sesc (Mezanino) – Rua Domingos Ferreira, 160. Copacabana.
Ingressos: R$ 5 (cinco reais), para associados SESC, R$ 10 (dez reais) para jovens de até 21 (vinte e um) anos, estudantes, classe artística e maiores de 60 (sessenta) anos e de R$ 20 (vinte reais) para os demais.
Tel e horário de funcionamento da bilheteria: (21) 2547.0156 – de terça a domingo a partir das 15h, vendas antecipadas até às 21h |www.sescrio.org.br
Duração: 60 min | Lotação 50 lugares | Classificação etária: 16 anos
Temporada: Quinta, sexta e sábado às 21h. Domingo, às 20h. De 07 de novembro a 01 de dezembro.
quando ir: 05/11/2013 a 01/12/2013, às 21:00h
quanto custa: R$ 20 (inteira)
contato: monicariani@gmail.com

Fonte: overmundo
Facebook: Teatro Caetanno’s Agenda Cultural
Twitter: Teatro Caetanno’s
 
Deixe um comentário

Publicado por em 27/11/2013 em Brasil

 

A Hora do Poço ou a Boca do Céu vai até 22/12 · Rio de Janeiro, RJ

27-11-2013 – Fátima de Carvalho

 

1383066682_marina_andrade_4

Desenvolvimento Sustentável tratado de forma criativa e envolvente


O Centro Cultural do Banco do Brasil apresenta o espetáculo: A HORA DO POÇO OU A BOCA DO CÉU, em cartaz a partir de 2 de novembro, aos sábados e domingos, às 16h.

Escrita e dirigida por Fabiano Boechat, sob a supervisão de Karen Acioly, a montagem mostra num futuro não tão distante, o planeta totalmente devastado pelas mudanças climáticas. Oceanos, rios e lagos secos, sem continentes, nem países. Os poucos seres humanos que sobreviveram, reorganizaram-se socialmente em vilas ao redor de pequenos poços, únicos lugares onde ainda é possível encontrar água – O maior de todos os bens!

Nessa viagem para o futuro vivem na Aldeia do Adeus, Rapazinho e Marina, adolescentes que inconformados com a realidade, percorrem as terras secas para encontrar água em abundância. A criatividade será a maior arma na busca de seus sonhos, dentro de um ambiente de natureza escassa.

Personagens fantásticos como a Serpente Bipolar, o Passado, a Mulher Guarda-Chuva, o Palhaço Mendigo, entre outros, cruzam seus caminhos impulsionando a ação trágica dos heróis em busca de seus sonhos.

“Essa história contribuirá para que os espectadores assumam o real valor de seus sonhos e se apresentem mais receptivos, criativos e pró-ativos às questões referentes ao desenvolvimento sustentável.” – Fabiano Boechat

“Acompanhei com alegria as descobertas e caminhos de Fabiano Boechat em sua primeira autoria e direção. É muito bonito ver as garatujas e acompanhar o desenho de sua imaginação. Que esse poço transborde em muita água criativa para todos. – Karen Acioly, supervisora de direção.

Para a realização do espetáculo, contamos com o patrocínio da Unimed-Rio, Banco do Brasil e do Governo Federal, por meio da Lei Rouanet.

Mais informações no site do CCBB e página da Hora do Poço ou A Boca do Céu no Facebook

www.bb.com.br/cultura

https://www.facebook.com/ahoradopoco

onde fica
Centro Cultural Banco do Brasil – Teatro II – (21) 3808 2020
quando ir
02/11/2013 a 22/12/2013, às 16:00h
quanto custa
R$ 10,00
website
www.bb.com.br/cultura
contato
https://www.facebook.com/ahoradopoco

Fonte: overmundo
Facebook: Teatro Caetanno’s Agenda Cultural
Twitter: Teatro Caetanno’s
 
Deixe um comentário

Publicado por em 27/11/2013 em Brasil

 

Festival Internacional de Cinema e Transcendência de 04/12 a 08/12 · Brasília, DF

27-11-2013 – Fátima de Carvalho

 

1463725_179873135549269_1463397744_n

FESTIVAL EXIBE FILMES QUE EXTRAPOLAM A COMPREENSÃO RACIONAL DA REALIDADE

* I Festival Internacional: Cinema e Transcendência traz filmes inéditos no Brasil

*Produções de diferentes países, raramente exibidas nos circuitos comerciais

*Mesas-redondas discutem Cinema e os Caminhos da Consciência

Uma janela para a alma. Parafraseando o título do documentário de João Jardim e Walter Carvalho, o cinema, por sua dimensão onírica, é instrumento que abre espaço para a transcendência. Como arte, permite ao espectador aceder a zonas do inconsciente não exploradas cotidianamente, a espaços e sensações impossíveis de serem explicados sob a luz da razão. E é justamente nesta janela – que abre a perspectiva para a subjetividade, a poesia, a metáfora e o espiritual – que aposta o I FESTIVAL INTERNACIONAL: CINEMA E TRANSCENDÊNCIA, que acontece de 4 a 8 de dezembro próximo, no Auditório do Museu Nacional dos Correios, situado no Setor Comercial Sul.

Ao longo de cinco dias, serão projetados onze filmes, entre curtas e longas-metragens, todos com uma proposta bem específica: fugir à compreensão meramente cartesiana e convidar o espectador a conhecer outras possibilidades de reflexão e conhecimento – de si mesmo, do outro, do planeta. Além das exibições, três mesas redondas reunindo pensadores, cineastas, jornalistas prometem discutir a fundo sobre Cinema e os Caminhos da Consciência. Entrada franca, mediante a retirada de ingressos no local – sujeito à lotação da casa.

O Festival foi idealizado por André Luiz Oliveira, cineasta, roteirista, compositor e músico, sob a inspiração das palavras do cineasta chileno Alejandro Jodorowsky, “o cinema é um instrumento poderoso, capaz de transformar almas e mentes”. André coleciona prêmios por sua atuação no cinema brasileiro, além de composições de trilhas sonoras e outros trabalhos artísticos de relevância. A ideia do cineasta é abrir o diálogo sobre o papel da arte como meio de expressão de experiências transcendentais.

onde fica: Museu Nacional dos Correios
quando ir: 04/12/2013 a 08/12/2013
quanto custa: Entrada franca
website: www.objetosim.com.br
contato: Gioconda e Carmem: (61) 3443.8891

Programação Completa: deboa.com
Fonte: overmundo
Facebook: Teatro Caetanno’s Agenda Cultural
Twitter: Teatro Caetanno’s
 
Deixe um comentário

Publicado por em 27/11/2013 em Brasil

 

Exposição “Tempo” – Fernando Pauler até 29/11 · Florianópolis, SC

26-11-2013 – Fátima de Carvalho

 

1385174413_obra_fernando_pauler_03                         “Sobre árvores, flores e casulos” – 2013 – 100 x 90 cm – acrílica sobre tela

A mostra “Tempo” de Fernando Pauler, abriu nesta segunda-feira, 18 de novembro e segue até dia 29. Nela, Pauler expõe 12 obras, em acrílica e técnica mista produzidas entre março de 2011 e agosto de 2013.A exposição está localizado na Galeria de Arte Ernesto Meyer Filho  na Assembléia Legislativa de Santa Catarina. A visitação é gratuita até dia 29/11 das 8h às 19h.

onde fica: Galeria Ernesto Meyer Filho – Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina –
Palácio Barriga Verde.

quando ir: 18/11/2013 a 29/11/2013, às 08:00h
quanto custa: Entrada grauita
website: www.facebook.com/fernandopauler
contato: Fernando Pauler – fernandopauler@gmail.com – 47 9734 0004

Fonte: overmundo
Facebook: Teatro Caetanno’s Agenda Cultural
Twitter: Teatro Caetanno’s
 
Deixe um comentário

Publicado por em 26/11/2013 em Brasil

 

Redoma Azul de 27/11 a 21/12 · Brasília, DF

26-11-2013 – Fátima de Carvalho

 

1385173243_redoma_azul_7

 

O projeto PASSO53, idealizado pelo bailarino e coreógrafo Edson Beserra, alcança as terceira e quarta etapas com a estreia e circulação do espetáculo de dança contemporânea “Redoma Azul”, com sete sessões entre os dias 27 de novembro a 21 de dezembro.

Redoma Azul, numa poética referência ao céu e ao horizonte de Brasília, teve como pontos de partida, um olhar focado em Brasília e em suas ilusões de ótica, onde as distâncias são camufladas pelos sobes e desces do Planalto Central. “Para mim, é sempre curioso percorrer os eixos que orientam a cidade, e perceber como o perto se torna longe, ou mesmo constatar quantas curvas e voltas são necessárias se para chegar ao outro lado da rua numa quadra comercial”, diz Edson Beserra.

O processo criativo para construção do espetáculo foi conduzido pelo silêncio e pelos espaços que surgem na Cidade, em função do seu plano piloto e de sua arquitetura singulares, elementos que trouxeram leveza e amplitude aos movimentos dos bailarinos. Neste novo trabalho do coreógrafo, ele volta permitir a improvisação em cena, “para mim o diálogo e o efêmero são os norteadores de meu processo investigativo como encenador”, comenta. Depois de ter as cenas coreografadas, se juntaram, então, a luz de Moisez Vasconcelos e a música de Tomás Seferin.

Para compor o elenco do espetáculo, Edson Beserra convidou bailarinos que trazem nos currículos importantes e destacadas referências e experiências de outros países e estados brasileiros. “Brasília, que tem em sua formação traços culturais de todo o Brasil, através de seus candangos vindos todos os Estados, e também de outros países, ao sediar 127 Embaixadas, estará bem apresentada no palco”, diz o encenador e coreógrafo.

Maiara Queiroz, bailarina de dupla nacionalidade, francesa e brasileira, atualmente radicada na Argentina, e que viveu em Brasília por três anos, onde trabalhou com a Cia. Basirah; Marcos Buiati, mineiro, radicado em Goiânia, graduado em dança pela Unicamp, com experiência em Cias paulistas e bailarino da Quasar Cia de Dança por 4 anos; e Lavínia Bizzotto, mineira, também ex-bailarina da Quasar Cia de Dança, vive no Rio de Janeiro onde atua com atriz e bailarina. Todos os três vieram para Brasília a convite do projeto.

onde fica: 27 de novembro no SESC PAULO GRACINDO do Gama, às 18h e às 21h.
Entrada franca
9 de dezembro na Sala Martins Penna do TNCS, às 21h.
R$ 15,00 (inteira)
No foyer da Sala: Ambiente com aparelhos de tevê para exposição de fotos, a partir das 20h, e coquetel, após a sessão do espetáculo, com exibição do vídeo-dança, mais uma realização do projeto PASSO53.
Dias 13 e 14 de dezembro no SESC PAULO AUTRAN de Taguatinga, às 21h.
Entrada franca
20 e 21 de dezembro no Espaço Pé Direito no Vila Telebrasília, às 21h.
Entrada franca
Gênero: Dança contemporânea
Duração: 50 min.
Classificação indicativa: Livre para todos os públicos.quando ir27/11/2013 a 21/12/2013, às 21:00hquanto custaSala Martins Penna: R$ 15,00 (inteira). Demais sessões: Grátiswebsitehttps://www.facebook.com/passo53brasilia?fref=ts

Fonte: overmundo
Facebook: Teatro Caetanno’s Agenda Cultural
Twitter: Teatro Caetanno’s
 
Deixe um comentário

Publicado por em 26/11/2013 em Brasil

 

Grupo Os Crespos apresenta-se na Funarte SP

22-11-2013 – Fátima de Carvalho

 

11b50ea496b82d8e0ca9c20dc7bfc803c0922a5c                                  Espetáculo ‘Engravidei, pari cavalos e aprendi a voar sem asas’.
                                  Foto: divulgação.

No espetáculo, mulheres negras são flagradas em seus cotidianos e suas vidas são expostas ao público, “revelando verdades privadas de uma afetividade soterrada”. A proposta do trabalho é “elaborar um discurso poético que discuta o lugar dos negros na sociedade atual”.

Os Crespos é um coletivo teatral, composto por atores negros, que realiza pesquisas cênica e audiovisual, além de promover debates e intervenções públicas. Formado na Escola de Arte Dramática EAD/ECA/USP, está em atividade desde 2005. O grupo constrói seu discurso poético a partir da pesquisa sobre a situação do negro brasileiro na sociedade contemporânea e sobre seus desdobramentos históricos.

Sala Arquimedes Ribeiro – Complexo Cultural Funarte São Paulo
Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos – São Paulo (SP)
Tel. (11) 3662 5177

Espetáculo: Engravidei, pari cavalos e aprendi a voar sem asas
De 20 de novembro a 19 de dezembro | Quartas e quintas, às 21h
Dias 21 e 22 de dezembro | Sábado, às 20h; domingo, às 19h
Com Dani Rocha, Darília Lilbé, Dirce Thomaz, Maria Dirce Couto, Nádia Bittencourt e DJ Dani Nega | Direção de Lucelia Sergio | Codireção de Sidney Santiago Kuanza | Dramaturgia de Cidinha da Silva e Os Crespos | Ficha técnica: Eneida de Souza, Mayara Mascarenhas, Ricardo Silva, Miriam Bezerra, Renata Martins, Flávia Rios, Luciane Ramos, Roniel Felipe, Ana Paula Leonc, Rodrigo Kenan, Guilherme Funari, Wanderley Wagner da Silva, Will Damas, Agnaldo Nicoletie e 7 Fronteiras Comunicação.
Recomendação etária: 12 anos. Duração: 80 minutos.
Ingressos: R$ 15 (meia: R$ 7,50). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Dia: 21 de novembro de 2013
Horário: 21:00 às 22:20
Local: Complexo Cultural Funarte SP – Sala Arquimedes Ribeiro.
Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos, São Paulo, SP.

Fonte: Funarte
Facebook: Teatro Caetanno’s Agenda Cultural
Twitter: Teatro Caetanno’s
 
Deixe um comentário

Publicado por em 22/11/2013 em Brasil

 

Mostra Teatro Universitário na Funarte MG

21-11-2013 – Fátima de Carvalho

 

b0892f5a901718fa995fda1db9dc450617fbd10c                                   Capitães de Areia | Foto: Naum Produtora

De 18 a 24 de novembro de 2013, o Teatro Universitário da UFMG realiza a Primeira Mostra TU na Funarte MG.   Serão apresentados os resultados artísticos das disciplinas desenvolvidas no curso de Formação de Ator, ministradas durante esse semestre. A programação inclui  aulas abertas e espetáculos.

Dia 21 de novembro (quinta-feira) – Horário 19h30

A aula espetáculo Capitães da Areia – conduzida pelo Rogério Lopes, demonstra através de exercícios preparatórios o processo de montagem da peça Capitães da Areia, baseada no romance de Jorge Amado, realizada pelo Teatro&Cidade – Núcleo de Pesquisa Cênica.

Local: Funarte MG
Rua Januária, 68 – Floresta – BH/MG.

Senhas gratuitas distribuídas 1h antes de cada espetáculo.

Informações: 3409.7468

Dia: 21 de novembro de 2013
Horário: 19:30 às 20:30
Local: Funarte MG – Rua Januária, 68 – Floresta – BH/MG.

Fonte: Funarte
Facebook: Teatro Caetanno’s Agenda Cultural
Twitter: Teatro Caetanno’s
 
Deixe um comentário

Publicado por em 21/11/2013 em Brasil