RSS

‘Polissonografia’ na Funarte MG

21 nov

21-11-2013 – Fátima de Carvalho

 

Polissonografia-Foto-ClaudioNadalin1Polissonografia | Foto: Claudio Nadalin

Dirigido por Júlio Maciel (do Grupo Galpão), o espetáculo é protagonizado por Ana Regis, Bete Penido e Mariana Lima Muniz. O espetáculo marca o reencontro, depois de 13 anos, dos quatro artistas, que foram integrantes da Companhia Cínica. “Polissonogafia” tem temporada de estreia de 21 de novembro a 1 de dezembro, quintas, sextas e sábados às 20h, e nos domingos às 19h. A atração encerra o  Projeto “Galpão 3”, de ocupação da Funarte MG.

“Polissonografia” é um espetáculo livremente inspirado na obra do dramaturgo romeno contemporâneo Matéi Visniec. Durante um exame médico de distúrbio do sono, uma mulher sonha com um universo apocalítico e patético. Dentro dele, duas outras mulheres invadem a sua casa, criando a visão de um mundo deteriorado e perigoso, onde não existe lugar seguro. Nem dentro de sua própria casa, ou mesmo de sua própria mente.

Depois de 13 anos do fim da Companhia Cínica, grupo que os reuniu nos anos entre 1994 e 2000, nascia o desejo de um novo projeto em conjunto, no qual pudessem compartilhar experiências adquiridas ao longo dos anos. Após algumas leituras e vários encontros na busca de uma temática que os colocasse diante do tempo e da perda da inocência juvenil , se depararam com a dramaturgia de Matéi Visniec, autor romeno do teatro contemporâneo que sob influência do teatro do absurdo coloca em sua obra uma atmosfera surrealista onde o peso e a leveza , o risível e o violento dançam juntos uma mesma contradança .

Livremente inspirado em fragmentos do Homem Lixo ou Teatro Decomposto, o espetáculo Polissonografia acontece durante um tradicional exame médico de distúrbio de sono que dá nome à obra. Uma mulher começa a ser conectada a diversos sensores que monitoram seu sono. O sono é pesado e podemos entrar em seu pesadelo, que começa a se formar. A mulher sonha que a cidade está sendo invadida por pequenos animais e recebe a visita de dois enigmáticos personagens, pertencentes à um universo assustador e onírico.

Polissonografia transita pelo universo surrealista do inconsciente humano, construindo pontes entre nossas projeções e seus significados, nossas ações e imaginações, revelando um mundo estranho e risível no qual uma mulher entra em embate com suas sombras, enquanto em meio a uma invasão apocalíptica, busca desesperadamente um sentido para a própria existência.

A montagem

A montagem de Polissonografia privilegia o jogo entre as experientes atrizes. O embate entre a personagem e suas projeções se dá em uma arena total, onde cada expectador tem ponto de vista único da cena, da mesma forma que cada um terá um olhar pessoal sobre o desenrolar dos acontecimentos. A imagem constante do monitor de vídeo, mostrando a paciente no decorrer de seu exame do sono, nos coloca diante da real situação da personagem, possibilitando no palco o desenrolar de suas projeções e medos. Esta duplicidade de linguagem chega ao ponto em que o que é irreal se funde ao real da vida ordinária da personagem. Ao fim a sensação que fica é que o universo onírico tem mais verdades a nos dizer que do que nosso estado de vigília.

Ficha Técnica:

Direção: Júlio Maciel
Atuação: Ana Regis, Bete Penido e Mariana Lima Muniz
Assistente de direção: Mariana Lima Muniz
Assistência de direção e preparação de atores: Diego Bagagal
Design de Luz: Wladimir Medeiros
Espaço Sonoro: Maurilio Rocha
Assistente de espaço sonoro: Caio Graco
Cenário: Alessandro Aued
Figurino: Silma Dornas
Oficina de view points: Diego Bagagal
Estagiária: Aline Nogueira
Apoio: Agentz Produções, Escola de Belas Artes da UFMG, CAPES.
Realização: Cia. Bárbara, Júlio Maciel e LADI/CNPq
Foto Divulgação: Cláudio Nadalin
Fotógrafo: Guto Muniz
Produção: Ana Regis
Gestão de projeto: Mariana Lima Muniz
Assistência de Produção: Michelle Barreto

Video em cena:
Direção: Marcelo Braga, Eduardo Zunza e Julio Maciel
Roteiro: Ana Regis e Caio Graco
Montagem: Eduardo Zunza
Atuação: Ana Regis, Bete Penido e Mariana Lima Muniz
Produção: Ana Regis
Assistência de Produção: Michelle Barreto

 

Local: Funarte MG –
Rua Januária, 68. Floresta – Belo Horizonte/MG Fone: 3213-3084

Dias de 21/11 a 24/11 e de 28/11 a 01/12 Quinta a sábado às 20h e domingo às 19h.

Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada)

Teatro Adulto – Classificação: 14 anos.
Gênero: Drama
Duração: 45min

Informações: 31 3225-7521

Dias: De 21  a 23 de novembro de 2013
Horário:20:00 às 20:45
Local: Funarte MG – Rua Januária, 68. Floresta – Belo Horizonte/MG

Fonte: Funarte
Facebook: Teatro Caetanno’s Agenda Cultural
Twitter: Teatro Caetanno’s

 

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 21/11/2013 em Brasil

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: